terça-feira, junho 27, 2017

Seat revela o Arona, primeiro SUV Compacto da marca espanhola que será revelado no Salão de Frankfurt


A Seat largou na frente novamente dentro do Grupo Volkswagen e apresentou o seu primeiro SUV Compacto, o Arona. Feito sobre a mesma plataforma modular MQB-A0, o utilitário esportivo deve antecipar como fica o nosso Volkswagen T-Cross. Com 4,14 metros de comprimento, 2,56 metros de entre-eixos, 1,54 metro de altura e 1,75 metro de largura, o Arona tem 400 litros de capacidade no porta-malas. Com produção confirmada para a fábrica de Martoreli, Barcelona, o Arona conta com design jovem e esportivo. O modelo se baseia no irmão Ateca nas suas linhas e também no hatch Ibiza. Na mecânica, o Arona será vendido com motores 1.0 TSI de 95cv acoplado ao câmbio manual de 5 marchas e o 1.0 de 115cv também será oferecido, com opção de câmbio manual ou automático de dupla embreagem DSG de 6 velocidades. O 1.0 TGI, movido a gás natural, desenvolve 90cv de potência e câmbio manual de 5 marchas. O motor 1.5 TSI será o topo de linha com 150cv de potência e acoplado ao câmbio manual de 6 marchas, enquanto o 1.6 TDI deve desenvolver 80cv e contar com câmbio manual de 5 marchas ou 95cv e câmbio DSG de 6 velocidades. Entre os itens de série deve se destacar por ACC (controlador de velocidade ativo), Hill Hold Control, sistema de frenagem de emergência Front Assist, partida e abertura das portas sem chave (chamado pela Seat de Kessy), câmera traseira, um sistema multimídia com tela de 8", compatível com Apple CarPlay e Android Auto, carregador de celular sem fio, Park Assist (auxiliar de estacionamento), sistema de aviso em ponto cego e o Seat Drive Profile, que oferece quatro modos de condução: Normal, Sport, Eco e Individual. Na Espanha deve ser vendido nas versões Reference, Style, Xcellence e FR.



BMW revela nova geração do X3 oficialmente nos Estados Unidos, que aposta na teoria evolucionista


A BMW enfim apresentou a nova geração do seu utilitário esportivo X3. Revelado em Spartanburg, nos Estados Unidos, o novo X3 passa a trazer tecnologia, plataforma modular e o novo padrão de design da marca. Em sua terceira geração, o SUV passa a ser construído sobre a plataforma modular CLAR, já usada em Série 5 e Série 7. No design a nova geração não encanta muito. Entre os destaques estão os faróis duplos full LED com LEDs diurnos, faróis de neblina em LED, rodas aros 19 ou 20 polegadas (pacote M Performance), lanternas em LED, grade e outros detalhes cromados, interior revestido em couro, ar-condicionado tri-zone, bancos dianteiros ventilados e aquecidos, banco traseiro tripartido (40/20/40) com ajustes individuais, teto solar panorâmico, volante esportivo, HUD 75% maior, multimídia BMW Connected com Android Auto e Car Play, reconhecimento de gestos e voz, entre outros. Com 4,72 metros de comprimento, 2,86 metros de entre-eixos, 1,90 metro de largura e 1,68 metro de altura. A BMW tratou de apresentar o modelo apenas nas versões xDrive30i e M40i. Na mecânica ele deve ser equipado com motor 2.0 Turbo que desenvolve 252cv de potência e 35,5kgfm de torque no primeiro caso, acoplado com câmbio automático de 8 velocidades. Com essa motorização ele acelera de 0 a 100km/h em 6 segundos e chega a 210km/h. Já a versão M40i será equipada com motor 3.0 TwinPower Turbo que desenvolve 360cv de potência e torque de 50,8kgfm e cumpre a mesma prova de aceleração em 4,6 segundos e atinge 250km/h. Em ambos os casos o sistema de tração é integral. Nos EUA ainda deve ser oferecido o motor 2.0 Turbo Diesel de 195cv de potência com torque de 40,6kgfm, acoplado ao câmbio automático de 8 velocidades para a versão xDrive30d. Entre os itens de série estão controle de cruzeiro adaptativo, monitoramento de ponto cego, assistente de partida em rampa, alerta de tráfego cruzado, alerta de mudança de faixa, alerta de tráfego lateral e câmera de visão 360 graus. A BMW criou um sistema de cortina de ar para melhorar a ventilação interior.




Lamborghini confirma apresentação do Urus para 4 de dezembro e primeiras entregas na metade de 2018


A Lamborghini já divulgou uma data para a apresentação do Urus ao mundo. O primeiro utilitário esportivo da marca italiana de superesportivo será apresentado em 4 de dezembro. A estreia deve acontecer no QG da própria marca em Sant'Agata Bolognese, na Itália. Com estilo de "SUV-Coupé", o Urus deve manter boa parte do design antecipado em 2012, mas com algumas modificações. Ele foi flagrado rodando na Dinamarca e deve ser concorrente direto de Bentley Bentayga e Rolls-Royce Cullinan. Ele deve começar a ser produzido na fábrica de Sant'Ágata, na Itália, em meados de Abril. Segundo o executivo, as operações na planta italiana serão tocadas em regime de pré-série e os primeiros exemplares a sair da linha de montagem serão, portanto, protótipos. A ideia é avaliar a qualidade da montagem e adequar o ritmo da fábrica ao novo volume de produção programado. Com a chegada do Urus, a Lamborghini pretende dobrar o número de vendas das atuais 3.500 para 7.000 unidades anuais. Segundo a marca, as primeiras unidades devem ser entregues na metade de 2018. As fotos foram feitas pelo site Motor1.



Fotos: Motor1

Volvo deve fazer Polestar se tornar divisão de elétricos em breve, usando tecnologia da marca sueca


A Volvo deve fazer com que a Polestar se torne uma marca em breve. Focada 100% em modelos elétricos, a Polestar deve desenvolver modelos elétricos de alta performance. Com Thomas Ingenlath segundo o diretor executivo da marca, a Polestar deve desenvolver modelos em breve. “Thomas dirigindo a marca Polestar mostra o nosso compromisso de estabelecer uma marca independente verdadeiramente diferenciada no Volvo Car Group”, disse o presidente e diretor executivo da Volvo Cars, Hakan Samuelsson. A empresa usará tecnologia e conhecimentos da Volvo no desenvolvimento dos modelos da nova marca. “Estou realmente animado com o desafio de estabilizar esta nova marca, desenvolvendo uma linha de produtos e produtos alinhados com a paixão das pessoas que trabalham na Polestar. O próximo capítulo está só começando", disse Ingenlath. A Polestar ainda deve contar com Jonathan Goodman, que será o diretor de operações, saindo do cargo de vice-presidente sênior de comunicação corporativa da Volvo. “Com 25 anos de experiência comercial na indústria automotiva, Jonathan está idealmente posicionado para fornecer experiência operacional ao lado da visão de Thomas, com base na equipe de gerenciamento experiente que irá dirigir a Polestar para o futuro”, disse Samuelsson. “A Polestar será uma concorrente credível no emergente mercado global de carros elétricos de alto desempenho. Com a Polestar, podemos oferecer carros elétricos aos condutores mais exigentes e progressivos em todos os segmentos de mercado”.


Novo Renault Megane R.S. deve ter duas opções de suspensão traseira e eixo traseiro direcional


A Renault segue testando o novo Megane R.S. na Europa e o hatch médio esportivo deve ser lançado em breve. Enquanto isso, destalhes do modelo foram revelados. Com estreia prevista para 12 de setembro na Europa, o hatch teve detalhes revelados pela própria Renault. Não há qualquer dado sobre o motor utilizado no RS, mas a Renault já confirma que ele terá eixo traseiro direcional e duas opções de suspensão para o comprador escolher. As rodas traseiras direcionais é chamado pela marca de 4CONTROL e esterça as rodas traseiras para apontar a dianteira para a parte interna da curva em velocidades mais elevadas e para o lado oposto em manobras mais baixas. O sistema já existe em outras versões do hatchback, mas a calibração feita pela Renault Sport é específica e dará melhor capacidade de saídas de curvas com mais velocidade e estabilidade. Ao comprar o hatch, deve ser possível escolher qual acerto da suspensão. A versão Sport deve ser um misto entre pista e rua, dando um pouco de conforto. A Cup é mais focada para as ruas, menos rígida. Uma terceira, que transformará o Megane RS em um carro de pista, estará disponível após um tempo da sua apresentação. Rival de Ford Focus RS, Volkswagen Golf R e Honda Civic TypeR, o novo R.S. deve ser bastante apelativo com o design, que será bastante sensual, garante a Renault. Na mecânica, o hatch terá certamente mais de 300cv de potência. "Nossa marca não é sobre agressividade. Procuramos desenvolver um produto poderoso, mas com formas simples e sensuais. É realmente mais difícil do que fazer algo agressivo, mas acredito que conseguimos alcançar o equilíbrio perfeito", declarou Stephane Janin, chefe de design da Renault. O Mégane IV comum tem 4,36 metros de comprimento, 1,81 metro de largura, 1,45 metro de altura e um entre-eixos de 2,67 metros. O hatch será mais baixo e mais largo que a versão "paisana".



Fotos: Motor1

Nova geração do Land Rover Defender deve atrair público mais jovem, garante executivo inglês


A nova geração do Land Rover Defender não deve demorar para ser lançada. Rumo a apresentação oficial, o jipão não deve demorar para ser revelado. Em entrevista concedida para o site Automotive News, o chefe de design da marca, Gerry McGovern, traçou um perfil do público que será atingido pelo novo SUV e adiantou que ele não deve demorar para chegar ao mercado. "Não está longe", disse. Com lançamento previsto para o final de 2018, a marca ainda espera que os clientes do novo Defender tenham uma idade média abaixo do modelo anterior, já que a nova geração deve se tornar mais high-tech. A ideia é conquistar novos mercados para o Defender e atrair um novo perfil de clientes para o modelo e para os fãs do modelo a marca não deve tirar sua capacidade off-road e será construído sobre chassi com uso de alumínio para reduzir peso. Na mecânica espera-se o uso de um inédito câmbio de dupla embreagem e 8 marchas com função específica para performance no fora-de-estrada. O investimento é alto e a marca espera emplacar 50.000 unidades por ano. O Defender ainda deve contar com cinco opções de carroceria. Falando nelas, estão previstas variantes de duas e quatro portas, além de picapes com cabines simples e dupla. O quinto ainda segue uma incógnita, mas não está descartada uma possível carroceria conversível, com teto de lona.


Jaguar revela motor 2.0 Turbo do F-Type para XE, XF e F-Pace, que desenvolve 300cv de potência


Apresentado em abril para o Salão de Nova York, a Jaguar confirmou que o novo motor 2.0 Turbo deve ser oferecido para F-Pace, XE e XF. Os modelos devem receber o novo motor para ficar acima do 2.0 Turbo de 200cv e 250cv e abaixo do 3.0 V6 que desenvolve 340cv e 380cv respectivamente. O motor 2.0 16v Turbo que desenvolve 300cv de potência e torque de 40,7kgfm, acoplado ao câmbio Quickshift de 8 velocidades. Segundo a Jaguar, esse conjunto acelera de 0 a 100km/h em 5,7 segundos e atinge a velocidade máxima de 250km/h (nesse caso, o F-Type), limitada eletronicamente. No F-Pace ele cumpre esse papel em 6 segundos, no XE m 5,5 segundos e no XF em 5,8 segundos. O motor 2.0 é 52kg mais leve que o antigo V6. Em todos os casos, a caixa automática é ZF 8HP com oito marchas e a tração pode ser traseira ou integral, exceto no F-Pace, que tem força nas quatro rodas somente.



Volkswagen revela nomes de novos automóveis da linha ID, que devem estrear em breve como conceito


Após a imagem do cronograma da linha ID vazar, podemos observar que a Volkswagen deve apresentar dois novos conceitos dentro de alguns meses ao mundo. O ID Lounge e ID AEROe devem ser revelados em algum evento nos Estados Unidos ou na China, lugares onde ele devem ser vendidos. Mas o que podemos esperar desses modelos? Ao que tudo indica, o ID Lounge deve ser uma minivan com espaço para sete ocupantes como o próprio nome já diz, privilegiando o espaço interno. Já o AEROe aparenta ser um fastback, mais baixo que o ID Concept, podendo ainda ser crossover compacto com proposta esportiva, no melhor estilo Mercedes-Benz Classe A. Poderia ser um equivalente do bem-sucedido Subaru XV Crosstrek. Afinal, a proposta está direcionada ao mercado americano também, reforçando assim a presença da VW no segmento que continua crescendo. Dos dois modelos, o Lounge é aquele que faz mais sentido a nível mundial enquanto o AEROe deve se tornar um veículo de nicho dentro da linha ID apenas pelo seu design. Mais detalhes sobre os novos conceitos devem ser revelados em breve, possivelmente ainda em 2017.


Fontes: Autoblog.nl e Green7

Jaguar XE SV Project 8 é flagrado rodando em testes nas ruas e será revelado em Goodwood


Apresentado com suas primeiras imagens no final de maio, o Jaguar XE SV Project 8 foi flagrado rodando em testes no Reino Unido. Flagrado pelo site CarScoops, o sedã de entrada da marca deve ser lançado como uma série especial desenvolvido pela divisão SVO. O sedã será produzido em um lote limitado de 300 unidades. O Project 8 conta com motor 5.0 V8 Supercharged que desenvolve 600cv de potência, um ganho de 25cv que os SVR da Land Rover e Jaguar. A plataforma também recebeu ajustes, por conta do tamanho e peso do motor, embora tenha espaço no cofre do motor o suficiente. A carroceria receberá para-lamas mais abaulados por conta dos pneus mais largos, assim como uma grade maior e exclusiva. Os para-choques dianteiros e traseiros devem receber entradas de ar maiores na dianteira e difusores de ar na traseira, onde também devem ter quatro ponteiras de escape. Uma asa móvel sobre o porta-malas também chama atenção e fará parte do pacote. O projeto ainda deve abrir espaço para o futuro XE SVR, que deve ser lançado nos próximos anos com 575cv. O Project 8 será apresentado no Festival de Goodwood, amanhã.



Fotos: CarScoops

Lotus pode passar a produzir também na China como forma de expandir mercado e aumentar lucros


A produção de carros esportivos na China parece que receber a lendária Lotus muito em breve. Segundo Li Shufu, CEO da Geely, a produção pode se manter Reino Unido e a China se tornar a segunda fábrica da marca, como forma de diminuir os custos. A Lotus já tinha negociado a produção no país asiático antes mesmo de ser comprada pela Geely, dando início a sua expansão que poderia atrair futuramente novos rivais. Agora, a nova controladora diz que é possível que uma parte da produção saia diretamente do país. Apesar de lucros, a Lotus não consegue expandir seu lineup e muito menos atualizar os modelos que estão em linha. A decisão de fazer na China poderá elevar enormemente as vendas locais e assim garantir o financiamento de projetos futuros, que incluem uma nova geração para Elise e Exige, assim como um crossover de alta performance.