quarta-feira, abril 30, 2014

Com menos apelo familiar, nova geração do Fit quer se passar por hatch! Modelo chega renovado por R$49.900!


Enfim a nova geração do Fit chega ao Brasil. O misto de hatch com minivan compacta chega ao Brasil com forte força, isso porque a Honda quer aumentar suas vendas no Brasil e se tornar o Honda mais vendido no Brasil. Com nova geração, o modelo chega ao Brasil com a nova identidade da Honda, com faróis e grade integrados. O visual, bem mais moderno nem condiz com o jeitão de minivan da última geração. Nessa, o modelo mais lembra um hatch do que uma minivan, possuindo bons traços, dando agressividade ao visual do japonês.


O novo Fit está maior que seu antecessor. Nessa nova encarnação, o Fit cresceu 9,7 centímetros no comprimento, 3 centímetros no entre-eixos, além de ficar 20kg mais leve. Agora sem o motor 1.4 8V, o Fit fica apenas com o motor 1.5 i-VTEC 16V Flex, que foi revisado com nova taxa de compressão e atualização do comando variável de válvulas. Mesmo assim ele permanece com 116/115CV de potência, com torque de 15,3/15,2kgfm de força, que pode ser auxiliado a um câmbio manual de 5 velocidades ou o automático CVT, escolhido pela Honda por ser mais econômico.


O motor 1.5 16V é está mais econômico e agora faz boas parciais. Segundo a Honda, o modelo faz 8,3km/l na cidade e 9,9km/l quando abastecido com Etanol. Se for com Gasolina, esses números crescem para 12,3km/l e 14,1km/l respectivamente. Mas se você perguntar para o dono de um Fit, o que ele mais gosta no carro, certamente ele vai dizer que é a praticidade, que segue presente nessa nova geração. Ele traz uma evolução da configuração de rebatimento dos bancos, agora chamado de "ULTRA-SEAT", que é feito através de alavancas, que permite reclinar totalmente o banco do motorista e do carona, que pode servir como uma espécie de cama na cabine, mas o recurso não é oferecido na versão de entrada (DX).


Fit DX: Possui itens de série como Freios ABS com EBD, duplo airbag, direção elétrica, ar-condicionado, painel de instrumentos na cor âmbar, cintos de segurança de três pontos para todos os ocupantes, coluna de direção ajustável em altura, vidros e travas elétricas, chave com controle de travamento das portas, entre outros itens.


Fit LX: Os mesmos itens da versão DX, mais retrovisores elétricos, sistema de som "2DIN" com rádio, USB e Bluetooth e quatro alto-falantes, banco do motorista com regulagem de altura, iluminação do porta-malas, bancos traseiros reclináveis, bipartidos, sistema ULTRA-SEAT, vidro do motorista com função “one touch” com e anti-esmagamento e alarme, entre outros.


Fit EX CVT: Alguns itens da versão LX, adicionados à câmera de ré, faróis de neblina, grade frontal em preto brilhante, sistema de som com CD, USB e Bluetooth com tela LCD de 5 polegadas e comando de telefone no volante, coluna de direção ajustável em profundidade e altura e chave tipo canivete, entre outros.


Fit EXL CVT: Os itens da versão EX, mais outros itens como quadro de instrumentos diferenciado que dispõe do computador de bordo, piloto automático, bancos e volante com acabamento de couro, maçanetas das portas com acabamento prata, e airbags laterais para motorista e passageiro e painel com detalhes que imitam alumínio e revestimento black piano na região do sistema de som, entre outros.


A meta da Honda é audaciosa. Isso porque a marca japonesa quer vender 80% dos modelos com câmbio CVT, sem falar que a marca planeja elevar o Fit a best-seller de vendas da marca, a frente até mesmo do Civic, ou seja, a marca quer chegar a 5.000 unidades mensais do modelo, o que dá uma meta de 60.000 unidades anuais, algo que o Civic faz atualmente. Com visual mais masculino, o Fit agora procura outros horizontes e quer expandir seu público, que geralmente são mulheres.


Com bom preço, boa proposta a nova geração do Fit veio para brigar. Além de roubar os clientes da Chevrolet Spin e Fiat Idea, a Honda quer ainda que o pequeno Honda roube consumidores do Ford New Fiesta, seu principal concorrente para quem pensa que ele é um hatch, já que o Fit sempre confundiu os consumidores desde a sua primeira geração com a simples pergunta: "O Fit é um hatch ou uma minivan?", uma coisas que já é característica no modelo. Disponível nas cores Azul Netuno Metálico (novo), Vermelho Rally Sólido, Preto Cristal Perolizado, Cinza Barium Metálico (novo), Cinza Iridium Metálico, Prata Global Metálico e Branco Taffeta Sólido. Veja a tabela de preços abaixo!


Preços

  • Novo Honda Fit DX manual - R$ 49.900
  • Novo Honda Fit DX CVT - R$ 54.500
  • Novo Honda Fit LX manual - R$ 54.200
  • Novo Honda Fit LX CVT - R$ 58.800
  • Novo Honda Fit EX CVT - R$ 62.900
  • Novo Honda Fit EXL CVT - R$ 65.900



Land Rover chama 92 unidades de Evoque e Vogue para Recall!


A Land Rover está convocando os donos de dos modelos da linha Range Rover para Recall no país. Ao todo são apenas 92 unidades envolvidas no Recall. No Vogue, os modelos fabricados entre Maio de 2013 à Outubro de 2013 tem a possibilidade de falha no software do módulo eletrônico do controle dos faróis dianteiras de indicação, fazendo as setas não funcionarem quando acionadas. Já no Evoque envolve os modelos fabricados entre Novembro de 2013 à Janeiro de 2014, onde o problema se encontra na fixação do braço de ligação e suspensão traseira do lado direito, onde a marca fará uma verificação dos parafusos e uma possível substituição de for necessário. Segundo a marca deformação na fixação por excesso de torque durante o processo de montagem automatizado,  comprometendo a direção. Em ambos os casos o caso é resolvido rapidamente, que dura em média 30 minutos à 1 hora de duração.

Chassis
Vogue: SALGA2EF4EA124982 a SALGA2EE0EA142564
Evoque: SALVA28G4EH856654 a SALVA2AE7EH880754


Volkswagen lança versão menos potente do CC, por R$146.990!


A Volkswagen viu que o CC tinha potencial no Brasil. O modelo possui média de vendas na casa das 30 unidades mensais com motor 3.6 V6 que rende 300CV. Agora, o modelo quer ir além. A Volks acaba de lançar uma versão bem mais simples do modelo, mecanicamente falando. Agora o CC conta com o mesmo motor do Golf GTI, Jetta TSI, Fuca, Passat/Passat Variant entre outros. O motor em questão é o 2.0 TSI que rende 211CV de potência com tração dianteira, associado a um câmbio automático DSG de 7 velocidades. O preço é de R$146.990!


O modelo é R$36.860 mais em conta que o modelo com motor 3.0 V6, o que é uma boa redução de preços. Visualmente o modelo muda pouco, como os faróis de led's com xenônio com facho baixo e alto. Além dele tem a saída de escape, que no 2.0 fica apenas no lado esquerdo, e no V6 é em ambos os lados. Entre os itens de série, estão os mesmo do motor V6, como ar-condicionado de duas zonas, revestimento interno e bancos de couro com aquecimento, rodas de 18 polegadas, sistema multimídia com tela sensível ao toque e conexão Bluetooth, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro, controle de estabilidade, assistente de saída em subidas e seis airbags. Com esse preço se compra um Toyota Camry, que custa pouco menos que R$150.000.


Ideias de preços para a nova Jeep Cherokee!


Sendo uns dos primeiros modelos feito pelo grupo Fiat, a nova geração da Jeep Cherokee ousou ao mostrar um visual totalmente diferente ao das últimas gerações, com estilo bem americano. A atual conta com visual pra lá de ousado, que é bem daqueles ame ou odeie. O modelo deve chegar ao Brasil entre Agosto ou Setembro, com motor 3.6 V6 de 271CV, com câmbio automático ZF de 8 velocidades. O modelo deve ter preço entre R$130.000 até R$160.000, é esperado algo próximo dos R$149.900, isso porque tem o Grand Cherokee por R$185.900. O novo Cherokee deve ganhar concorrentes fortes, como Mitsubishi Pajero Dakar, Chevrolet TrailBlazer, Toyota Hilux SW4. A marca mira até no Land Rover Range Rover Evoque, que custa R$192.000. Na verdade, é com o novo Cherokee que o Grupo Chrysler quer crescer no Brasil, principalmente para chegar ao TOP100 e tentar vender próximo do Evoque. Mas para isso precisa ter um bom preço, algo que só irá confirmar nos próximos meses, ou não!

terça-feira, abril 29, 2014

Caso governo dê incentivos, Zotye pode trazer elétrico E20 ao Brasil!


O mercado brasileiro pode receber seu primeiro carro elétrico abaixo dos R$50.000. Mas acalme-se. Isso só irá acontecer se o governo federal der incentivos à carros elétricos e híbridos, algo que deve ser sancionado em breve pela presidente. Se isso de fato vier a acontecer, a Zotye afirmou que pode lançar no país o pequeno elétrico E20, que leva apenas duas pessoas, e que pode ser até produzido por aqui quando a Zotye começará a fabricar seus carros no país.


O pequeno E20 conta com motor elétrico de 12CV e 8,3kgfm de torque, chega a velocidade máxima de 80km/h e tem boa autonomia de 266km, o que é pouco para modelos à combustão, mas levando em consideração que é um elétrico, até que possui uma boa autonomia. Pequeno, o E20 pesa apenas 670kg e mede 2,76m de comprimento e entre-eixos de 1,76m. Na China ele custa o equivalente a R$35.500, mas para nós pode chegar por algo próximo dos R$45.000!


Flagrante da futura nova geração do Jetta surge na China sem camuflagem!


Fotos da possível novíssima geração do Jetta acabam de vazar. O modelo que foi apresentado como conceito, desenhado por um brasileiro há poucos dias, foi flagrado na China totalmente sem camuflagem. O conceito NMC foi apresentado no Salão da China, mas lá mesmo o modelo já foi mostrado em sua versão de produção, ainda desconhecida de todo o mundo. O furo fez o atual Jetta com pequeno face-lift ficar um carro "novo-velho". Parecido com o Passat, a possível nova geração do Jetta pode não ser o que pensamos. Isso porque esse modelo pode ser destinado somente ao mercado chinês, que prefere mais sedãs do que muitos outros modelos.


Ainda é cedo para dizer, mas o modelo em relação ao Jetta atual é maior, possui design mais ousado e agressivo, algo que ficou faltando na atual geração do modelo.

BRASIL
A previsão é que esse modelo das fotos deve chegar em outros mercados a partir de 2015, e para nós somente em 2016, pois por aqui ainda falta chegar o modelo com face-lift, para depois ganhar uma novíssima geração. Essa nova geração conta com plataforma MQB, que facilitaria a vinda do Jetta feito no Brasil, ao lado do Golf no Paraná, com motores 1.4 TSI de 140CV, com opção de câmbio DSG, além do 2.0 TSI de 220CV.


Com lançamento cada vez mais próximo, "New" March mostra seu interior "completão"!


Cada vez mais próximo do seu lançamento, a Nissan nem faz mais questão de esconder o modelo. A imagem acima prova que o "New" March não virá para brincadeira. Isso porque o compacto da marca terá muita tecnologia embarcada para o segmento, que atualmente só HB20, Onix e Sandero possuem, que é uma tela multimídia, mas que no "New" March terá outras coisas a mais, como sistema de navegação por GPS com tela touchscreen e câmera de ré (equipamento exclusivo no segmento no Brasil). Além desse o March ainda contra-ataca com volante multifuncional (só existente no modelo nacional), direção elétrica progressiva e ar-condicionado digital automático. Com isso o novo March se transforma numa excelente opção de compra na faixa dos R$30.000 aos R$40.000, mostrando que agora o compacto quer seu espaço no Brasil. Para mais tarde ainda é possível que o modelo tenha câmbio CVT, o que é outro grande avanço no segmento.

Curiosidades: Como sabe como funciona o Hodômetro?


Você sabe como funciona o hodômetro do seu carro? Uma simples pergunta, faz muitos ficarem sem respostas. Os hodômetros poder ser mecânicos ou digitais (eletrônicos). Os mecânicos funcionam por meio de um cabo de aço, numa extremidade ligada geralmente a uma saída na caixa de transmissão (como no Fuca), era conectado à roda dianteira esquerda. Na outra extremidade, o cabo é conectado a um conjunto de engrenagens calibradas de modo que cada número de voltas mude um dígito no mostrador. A cada 10 mudanças desse dígito, ele volta à estaca zero e o segundo dígito avança um número, e assim por diante. Já os hodômetros digitais usam uma roda dentada, ou com "janelas", e um sensor magnético, que conta os pulsos conforme a passagem pela roda dentada. Esse sistema não possui cabo de acionamento, mas um fio que liga o motor ao painel de instrumentos do veículo. A unidade de controle do motor conta com os pulsos e monitora a distância percorrida pelo carro. Assim, se alguém conseguir voltar o hodômetro no painel, o mesmo não acontecerá com a unidade de controle do motor. E é com isso que as concessionárias conseguem acessar a real quilometragem do modelo em seu sistema, para não ser burlada.

segunda-feira, abril 28, 2014

Nova geração da Toyota Hilux é flagrada em testes na Tailândia e Austrália!


Já estava na hora. A atual geração da Toyota Hilux sobrevive a base de simples face-lifts, pois o modelos ano que vem faz 10 anos sem grandes mudanças. Lançada em 2005, a atual Hilux já pede uma atualização mais severa. Agora a nova geração da picape é vista em testes em dois países: Tailândia e Austrália, sendo que esse último a picape é best-seller de vendas, como o Gol é por aqui. Além disso, a picape deve trazer alguns boas mudanças, como nas dimensões, onde todas as suas rivais mudaram nesse período, sem falar na chegada da Volkswagen Amarok em 2010. Com nova plataforma (TNGA [Toyota New Global Architecture]), a nova Hilux teve ter inspiração no Corolla em seu design, como é possível ver na foto acima.


BRASIL
No Brasil o modelo deve demorar. A previsão é que a nova geração seja apresentada no finalzinho de 2014, mas só deve surgir por aqui no fim de 2015, ou no início de 2016 no mais tardar. Como é de se esperar um porte da Chevrolet S10, Ford Ranger e Volkswagen Amarok, é possível que o modelo tenha outros motores, ou maior potência e torque. Com fábrica na Argentina, onde a fábrica recebeu grandes investimentos, podendo chegar a fabricar 200.000 unidades anuais da picape (Contra as atuais 95.000). A SW4 pode chegar junto da picape, em 2016 no Brasil.


Você pagaria R$68.838 na Fiat Strada 1.8 Adventure Cabine Dupla?


Isso mesmo que você leu. Assustadores R$68.838 numa Fiat Strada 1.8 Adventure Cabine Dupla (R$57.330), com cor metálica (R$1.116), sistema Adventure Locker (R$1.666), Bancos Revestidos parcialmente em couro bicolor (R$2.230), câmbio Dualogic (R$2.825), Capota Marítima (R$783), Kit Conveniense 2 (R$2.201), Fiat High Tech (R$783), Kit Parafusos Anti-Furto das rodas (R$149), Predisposição para rádio (R$307), Volante com paddle-shifts (R$325), Pneu de uso urbano 205/60 R16 (R$213). Com esse dinheiro você pode comprar por exemplo, um Honda Civic 1.8 LXS que custa R$65.890, um Citroën C4 Lounge 2.0 Tendance por R$64.990, um Volkswagen Gol 1.4 TSI Comfortline por R$66.990, entre tantas outras boas possibilidades. Mas para pagar esse absurdo em uma pequena picape, se é possível comprar uma Ford Ranger 2.5 16V Sport por R$67.990 e ainda sobre dinheiro para encher os primeiros tanques de combustível.

Planos Mercedes-Benz: novo Classe C em Agosto e GLA em Outubro!


Os próximos grandes lançamentos da Mercedes-Benz são a nova geração do Classe C e o GLA. O novo Classe C, como já foi dito que viria em Setembro, agora vem em Agosto com as vendas previstas para começar em Setembro. O sedan conta com motor 1.6 Turbo que rende 156CV na versão C180, que ainda deve contar com a C200, que vem com 180CV e a C250 que também chega ao país, ambas com transmissão automática de 7 velocidades. Já o GLA será lançado no Salão do Automóvel, em Outubro com as vendas iniciando no mesmo mês. Ele chega primeiramente com motor 1.6 Turbo de 156CV na versão GLA200, associado a um câmbio automático de 7 velocidades com dupla embreagem. Ambos devem chegar ao Brasil com preços na casa dos R$135.000. Os dois também serão fabricados na fábrica que a Mercedes-Benz constrói em Iracemápolis (SP), que deve fabricar modelos a partir de 2016, possivelmente com motores Flex.


Novas gerações de C4 Picasso e Grand C4 Picasso ficam para o segundo semestre!


O mundo automobilístico prega muitas peças. Uma delas é o atraso que alguns modelos sofrem para chegar ao Brasil. As minivans C4 Picasso e Grand C4 Picasso são o mais recente nesse aspecto. Previstas para chegarem juntas entre Maio à Agosto, devem atrasar e chegam somente no fim de Outubro, ou seja, devem ser lançadas no Salão de São Paulo. Ambas devem chegar ao Brasil com os novos motores 1.6 THP Turbo, que rende 165CV, auxiliado a um câmbio automático de 6 velocidades, bem mais atual que o motor 2.0 16V de 143CV e câmbio automático de 4 velocidades. Com visual bem ousado, ambas querem seguir sendo líderes do segmento de Minivans Médias, com preços acima dos R$70.000. Ah, por falar em preço, a C4 Picasso deve vir em duas versões, uma com quase o mesmo preço da atual (R$85.900) e outra mais sofisticada, que deve beirar os R$100.000. Já a Grand C4 Picasso vem em versão única, com preços que podem passar dos R$100.000. A ver.


Porsche Macan já está em pré-venda no Brasil; Versão com motor 2.0 fica para 2015!


A importadora oficial da Porsche no Brasil, a Stuttgart Sportcar já começou a fazer a pré-venda do Macan, o SUV esportivo da marca. O modelo, que há pouco tempo foi falado que chegaria por R$280.000 com motor 2.0, deve ficar somente para 2015. Esse ano, o modelo chega nas versões top de linha, com preço inicial assustador de R$399.000 na versão S, que vem equipada com motor 3.0 V6 de 340CV, além da S Turbo, que tem preço na pré-venda de R$499.000 e com com o mesmo motor 3.0 V6, mas que rende 400CV, ambas com tração integral e com câmbio automático de 7 velocidades. Segundo o presidente da Porsche no Brasil, Marcel Visconti, a meta é vender 500 unidades do Macan esse ano no país. O preço assusta, principalmente se for comparado ao Cayenne mais em conta, que custa R$349.900 na versão básica, que possui mais espaço e motor 3.6 V6 de 300CV. O preço da pré-venda ainda não é oficial, o preço seria mais para consumidores que querem reservar seu modelo. Torçamos para que este não seja o preço oficial do modelo, que deve ser lançado entre Junho ou Julho.

Carros que podem ou poderiam chegar ao Brasil: novo Renault Twingo!


O Twingo sempre foi um carrinho muito simpático. Se você ainda se lembra do hatch que foi vendido no Brasil na década de 90, o Twingo ainda traz algumas características, como seu tamanho e pequenos detalhes no design. A nova geração do modelo, apresentada ano passado, reforça ainda mais que o Twingo é um carrinho diferenciado, mas foi chamado de copia do Fiat 500. O pequeno francês possui algumas diferenças, como o motor traseiro, além de opção com motor elétrico. O pequeno Twingo também poderia chegar ao Brasil, sendo uma opção ao Fiat 500, ou mesmo, sendo o novo hatch popular da marca, substituindo o cansado Clio, que enfim poderia ganhar a geração IV no país. O Twingo traz as mesmas características do Volkswagen Up! por exemplo, mas por aqui sofreria adaptações, como o motor, que viria na frente, além de mais espaço interno, assim como aconteceu com o popular da Volks, que ficou alguns centímetros maior para melhorar o espaço interno. Por aqui poderia vir com o motor 1.0 do Clio, que apesar de ser ultrapassado, ainda é um dos mais econômicos da Renault no país. Pena que ele não tem data para chegar ao Brasil, se é que virá...


sábado, abril 26, 2014

Há 1 ano: nova Volkswagen Saveiro!


Há 1 ano atrás, a Volkswagen apresentava o face-lift da picape compacta Volkswagen Saveiro. Atualmente, a Volkswagen Saveiro é o modelo mais novo no segmento falando em estrutura. A picape foi totalmente refeita em 2009, e possui a plataforma do Polo, de 2002, enquanto a Strada possui plataforma do Palio de 1996, a 207 Hoggar tem plataforma do antigo 206 de 1999 (Com reforços do Partner, também da década de 90) e a Montana com base no Corsa II de 1994. Mesmo assim, a picape é a eterna vice do segmento, principalmente no quesito vendas, onde a Fiat Strada vende o dobro da picape alemã. Mas a Volkswagen começou a pensar como a Fiat e neste ano lançou o novo motor 1.6 16V Flex que rende 120/110CV, primeiramente na versão Cross, além do novo câmbio I-Motion que deve ser oferecido para a picape em breve, assim como a Cabine Dupla, prevista para chegar as lojas ainda nesse ano. Tudo isso para contra-atacar a maior rival.

Retrômobilismo #1: O primeiro nacional, Romi Isetta foi um dos mais icônicos da indústria nacional!


Como prometido, o "Retrômobilismo" agora é um sessão no Conexão Automotiva. E logo de início temos um dos maiores ícones que o mercado brasileiro já teve. Não foi por potência, muito menos por ter sido bem vendido, mas sim por ter muita personalidade. Único, o Isetta se diferenciava dos demais modelos à venda no Brasil, ao começar pelas suas proporções. Medindo 2,28m de comprimento, 1,38m de largura, 1,34m de altura e 1,50m de entre-eixos, foi o menor veículo fabricado no Brasil!


Sua fabricação começou em 1956 (Mas a Romi teve licença para fabricá-lo em 1953!), no qual seu lançamento tem data preservada até hoje! No dia 05 de Setembro de 1956, o Romi Isetta começava a ganhar fabricação nacional e a ganhar as ruas brasileiras. O modelo não tinha expectativa de vendas, mas por ser o primeiro nacional, não tinha concorrentes e foi o primeiro "made in Brazil". O início (Como não se tem dados de vendas para a época) foi um tanto difícil, já que existia muitos modelos grandes, principalmente americanos e europeus rodando no Brasil, e como o Isetta levava apenas duas pessoas, ficava restrito à solteiros e à casais.


O modelo era um legítimo pão-duro. Fazia uma incrível média de 25 quilômetros com 1 litro de gasolina, porém tinha velocidade máxima de 85km/h. Com motor de "4 tempos", resfriado por turbo ventilador, era um motor 0.3 que tinha potência de 13CV à 5.200rpm. No Brasil, sua fábrica ficava em Santa Bárbara d'Oeste, no interior de São Paulo. Em seu lançamento, a Romi usava o termo "agora sou livre", mostrando como o modelo era totalmente diferente aos outros modelos. Com ele o Brasil caminhava para a indústria automobilística, mas teve um fim triste.


Quando surgiu, em 1956 não existia nenhuma restrição ou norma para veículos, mas no ano seguinte, o presidente até então Juscelino Kubitschek, ou JK criava o GEIA em 16 de Maio de 1956 (O GEIA estabelecia regras de implementação na indústria brasileira). E em 26 de Fevereiro de 1957 o GEIA publicava o decreto 41.018, que concedia incentivos fiscais, cambiais e financeiros, entre outros, a empresas que produzissem automóveis que se enquadrassem em diversas características, entre elas a capacidade para quatro ou mais passageiros e a presença de pelo menos duas portas. Por não atender aos requisitos, o Isetta não mereceu os incentivos da época e teve seu preço dobrado, tornando-se desinteressante ao consumidor. Com 3.050 unidades fabricadas entre 1956 à 1961, o Romi Isetta foi pioneiro, teve um final triste e hoje é muito reconhecido no Brasil por ter iniciado a indústria automobilística brasileira.


Audi lança versão ainda mais simples para A3 Sportback, que fica mais em conta que o A1!


A Audi parece que quer ser a marca premium com mais modelos abaixo dos R$100.000. Ao todo são 3 modelos da marca que custam menos de R$100.000, como o A1, A3 Sedan e o A3 Sportback, que acaba de ficar ainda mais barato! O hatch top alemão conseguiu ficar R$5.300 mais em conta, graças ao lançamento de uma versão ainda mais pelada. Denominada Attraction, o modelo perde alguns itens de série como volante multifuncional, revestido de couro e com borboletas atrás do volante. O sistema de som e entretenimento também é mais simples que o presente na versão Attraction que custa R$95.900, que conta com a interface Audi Music e conexão Bluetooth. Mesmo assim ele é uma boa compra, e ainda conta com ar-condicionado, airbags frontais, laterais e de joelho, ABS, controle de estabilidade, sistema start-stop e faróis bi-xenônio com ajuste automático de altura. Nesse configuração o modelo custa R$90.600, sendo R$1.100 mais em conta que o A1, que custa R$91.700.

Relembre: Comercial do Renault Laguna de 1995!


Fonte: Canal Samuel Martins

sexta-feira, abril 25, 2014

Vaza uma foto do "Ka Sedan" sem nenhuma camuflagem!


A Ford não faz mais questão de mostrar o novo Ka. Principalmente se for na versão hatch, que já está bem conhecida. O sedan também já tinha sido visto, mas sem nenhuma camuflagem ainda não. A foto acima surgiu no aniversário de 95 anos da Ford no Brasil. Trata-se do sedan do Ka, que ainda não tem nome definido, e a Ford não pretende lançá-lo como "Ka Sedan" (Por isso o uso das aspas). O sedan traz um design bem mais acertado que o velho Fiesta Sedan RoCam, que deve sair de linha para abrir espaço para o futuro sedan. O modelo chega durante a Copa do Mundo, mais precisamente entre Junho à Julho. O modelo deve trazer motor 1.0 de 3 cilindros com potência de 85/82CV e o 1.5 16V que rende 111/109CV, sendo que o 1.5 ainda terá como opcional, a opção de vir com câmbio PowerShift. Os maiores rivais do "Ka Sedan" serão o Fiat Siena, Volkswagen Voyage, Chevrolet Prisma e Hyundai HB20S, entre outros. O preço do modelo deve ficar na casa dos R$34.000 aos R$46.000.

Chegam na Europa, as novas gerações de Fiat Ducato, Peugeot Boxer e Citroën Jumper!


A parceria de Fiat-PSA surgiu há muito tempo no segmento de Vans. O trio quase idêntico, composto por Fiat Ducato, Peugeot Boxer e Citroën Jumper ganha uma nova geração. As nossas vans estão a duas gerações atrás, mas essa nova pode chegar ao Brasil. Com boas mudanças visuais, os utilitários agoram agradam no visual, além de ganharam mais versatilidade. Se você reparar bem, a única diferença entre os 3 modelos é a grade e o logotipo na traseira e o logo no volante. Entre as principais mudanças temos led's na dianteira dos 3 modelos


Versáteis, os modelos possuem várias configurações, como 8 a 17 m³, e distância de entre-eixos entre 3 e 4,04 metros. A carroceria pode vir na versão van (fechada ou envidraçada), simples (três lugares) ou duplos (sete lugares), além de variantes de cabine. A Ducato usa motores 2.0 MultiJET de 115CV, com câmbio manual de 5 velocidades, um 2.3 também MultiJET que rende 130CV ou 150CV, também manual, ou ainda um 3.0 de 180CV com câmbio Comfort Matic. Já a dupla Boxer e Jumper contam com motores 2.0 HDI de 110CV ou 2.3 HDI de 130CV ou ainda 150CV, além de outro motor também HDI com potência de 180CV, com sistema start-stop, auxiliado a um câmbio manual de 6 velocidades.


Bem equipadas, as vans contam com bons itens de série, como airbags frontais, freios ABS com EBD, leitor de sinais de trânsito, assistente de mudança involuntária de faixa, controle de estabilidade e de tração, entre outros.

E O BRASIL?
Por aqui, a previsão da nova geração de Ducato, Boxer e Jumper é esperada desde 2010, mas nunca aconteceu. Mas deve acontecer em breve. As novas geração do trio podem chegar ao Brasil em 2015, já que a atual geração é do final da década de 90, mostrando como as vans estão defasadas frente à novidades como Renault Master e Mercedes-Benz Sprinter.

Novos Honda Civic e City chegam no segundo semestre desse ano!


A Honda contra-ataca. Em quanto via sua maior rival crescer no Brasil com a linha Etios, a Honda teve que se mexer e só nesse ano apresenta 3 novidades. A primeira delas será lançada na próxima Segunda-Feira, a nova geração do Fit. Mas é para o segundo semestre que fica as maiores novidades, como o face-lift do Civic e a nova geração do City. Segundo relatos, a nova geração do City será lançada em Agosto e chega as revendas logo depois, em Setembro, com motor 1.5 16V Flex que rende 116CV, com opção de câmbio CVT, que deve custar mais que os R$50.900 pedidos atualmente pela marca! Maior, o novo City quer seguir sendo o Sedan Compacto Premiun mais vendido do Brasil. Já o Civic deve passar por um face-lift antes do Salão do Automóvel, que ocorre em Outubro. É provável que ele seja lançado poucos dias antes da abertura do Salão. O modelo deve trazer apenas mudanças visuais, como no exterior que traz nova grade, para-choque dianteiro e traseiro, faróis e lanternas, para manter a liderança dos Sedãs Médios frente ao novo Toyota Corolla.


Papel de Parede: Novo Toyota Corolla!


(Clique na imagem para ver em ver tamanho maior)

Tamanho da Imagem: 1600x1200