sábado, janeiro 31, 2015

Dados preliminares apontam Fiat Palio e Chevrolet Onix na liderança; VW Gol cai para oitavo!


O mercado brasileiro mostrou uma total bagunça ao que estamos acostumados a ver, tirando nomes como Fiat Palio e Chevrolet Onix da lista, pois esses seguem como nos últimos meses, disputando a liderança. Separados por 971 unidades, o Palio vendeu até Quinta (29/01) 14.396 unidades, seguido pelo Onix com 13.425 unidades. Em terceiro surge a Strada, com 11.192 unidades, HB20 em quarto com 8.927 unidades e o Uno em quinto com 8.569. A você me pergunta? Onde está o Volkswagen Gol, que perdeu a liderança em 2014? Não se sabe o motivo, mas o Gol caiu para oitavo, um dos seus piores meses do mercado em mais de 15 anos. Até o momento, o Gol vendeu 7.857 unidades, ficando atrás de Fox (sem o CrossFox) e Ka. A diferença do 10º para o 4º é de apenas 1.764 unidades, por isso falei no termo "bagunça" no início do post. Quem mostrou um ótimo desempenho é o Up!, que conseguiu quebrar seu recorde de vendas sem mesmo terminar o mês, com 6.754 unidades. Além dele, o Fox tomou as rédias da situação na Volkswagen em Janeiro, que sem a ajudar do CrossFox conseguiu emplacar 8.206 unidades. Parece que depois de perder a liderança, o Gol foi a um barzinho encher a cara e voltou tarde a briga. Veja abaixo o 15 mais vendidos de Janeiro até Quinta-Feira (29/01).


TOP 15
1º Fiat Palio - 14.396
2º Chevrolet Onix - 13.425
3º Fiat Strada - 11.192
4º Hyundai HB20 - 8.927
5º Fiat Uno - 8.569
6º Volkswagen Fox (sem CrossFox) - 8.206
7º Ford Ka - 8.203
8º Volkswagen Gol - 7.857
9º Chevrolet Prisma - 7.742
10º Fiat Siena - 7.163
11º Volkswagen Up! - 6.754
12º Renault Sandero - 6.206
13º Volkswagen Saveiro - 5.729
14º Honda Fit - 5.044
15º Ford Fiesta Hatch - 4.922
16º Chevrolet Celta - 4.844
17º Volkswagen Voyage - 4.712
18º Chevrolet Classic - 4.394
19º Hyundai HB20S - 4.093
20º Toyota Corolla - 4.007
21º Ford EcoSport - 3.660
22º Toyota Hilux - 3.646
23º Chevrolet S10 - 3.413
24º Chevrolet Spin - 3.320
25º Chevrolet Cobalt - 3.246

Após sair de linha em Dezembro, Mitsubishi Pajero TR4 já é raridade nas concessionárias!


Após sair de linha pouco mais de um mês, o Mitsubishi Pajero TR4 já é raridade na maioria das concessionárias da marca japonesa, segundo a revista Auto Esporte. Na maioria das vezes, a versão mais encontrada do TR4 nas lojas é com câmbio manual, que sai por R$71.990, podendo ser encontrada algumas unidades com câmbio automático, por R$74.990. Ainda há estoques da versão O'Neill com tração 4x4, podendo ser comprada pelo preço de R$85.990. Vendido apenas com motor 2.0 16v Flex, capaz de desenvolver 140/135cv de potência, com opção de câmbio manual e automático. Derivado do Pajero iO, chegou ao mercado com a missão de ser um modelo pequeno e com boas aptidões no off-road, sendo que era o único nesta faixa de preço que oferecida tração 4x2, 4x4 on-road, 4x4 off-road e 4x4 reduzida. Estima-se que desde 2002, 100.000 unidades foram fabricas no Catalão (GO). Com seus 16 anos de mercado, sobrevivendo apenas a base da face-lifts, já que ele tinha mercado mesmo estando desatualizado. Em Janeiro de 2015, nos dados de vendas percebe-se que a linha Pajero perdeu forças, graças a saída de linha do TR4, o mais vendido dos Pajeros.

BMW Série 2 Active Tourer pode receber motor 2.0 Turbo Active Flex do Série 3 e chega em Março!


A Série 2 Active Tourer deve chegar em breve ao Brasil. Segundo a BMW, a minivan média, principal rival da Mercedes-Benz Classe B, deve chegar ao Brasil em Março, em versão única, a 225i. Finalizando os testes de tropicalização, a Série 2 Active Tourer foi apresentada pela primeira vez ao público brasileiro durante o Salão do Automóvel de São Paulo 2014 e deve chegar ao mercado com motor 2.0 Turbo, capaz de desenvolver 231cv de potência e torque de 35,5kgfm (exatos 10kgfm a mais que a Classe B, com seu motor 1.6 Turbo), com câmbio automático de 8 velocidades. O consumo, foi revelado pelo Programa Nacional de Etiquetagem, e consegue fazer 8,8km/l na cidade e 12,3km/l na estrada. Esse novo motor primeiramente deverá ser apenas movido a gasolina, mas já chances do motor "Active Flex" pintar na minivan nos próximos meses. Isso porque a revista Car and Driver flagrou uma unidade da minivan com uma plaquinha coberta, praticamente a mesma que o Série 3 20i Active Flex utiliza em sua tampa do porta-malas, podendo dar indícios da chegada desse motor a Active Tourer, como uma versão mais simples, como a 220i, já que o motor Turbo desenvolve 187/184cv de potência. Com 4,34 m de comprimento, 1,80m de largura, 1,55m de altura, e 2,67m de entre-eixos, a Série 2 Active Tourer deve ter preços na casa dos R$145.000.


Nissan prepara versão Unique para Versa, Sentra e Altima, além de novas versões para March!


Além do motor 3 cilindros para New March e New Versa, sendo que desse último chega um face-lift de meia-vida e a nova geração da picape Frontier, a Nissan prepara mais novidades para o Brasil esse ano, segundo o site Novidades Automotivas. Ainda em 2015 devem chegar as versões especiais chamada de "Rio", em comemoração aos Jogos Olímpicos Rio 2016, do qual a Nissan é patrocinadora oficial do evento. Além dela, mais duas versões especiais devem ser lançadas, sendo a Special Edition com motores 1.0 12v e 1.6 16v e a Unique com motor 1.6 16v. A versão Unique também estará disponível a Sentra e Altima, sendo esse último vendido apenas na versão SL, deve ganhar ainda a versão mais em conta SV e série especial Special Edition.


O Sentra deve ganhar novidades em todas as versões. A básica S deve ganhar opção de câmbio automático CVT, enquanto a versão SV terá opção de câmbio manual de 6 marchas. Além disso, uma nova versão com apelo esportivo chegará ao Sentra. Trata-se da SR, chegando com as duas opções de câmbio, porém essa versão deve ter apenas "apelo esportivo", juntamente com as série especiais Rio, Special Edition e Unique, todas com câmbio automático CVT. Falando em versão esportiva, o New March também deverá ganhar a opção esportiva em breve. Com motor 1.6 16v Flex, a versão SR deve chegar ao hatch compacto com o mesmo motor, sem tirar nem por, mas como ele já confere uma "esportividade" ao March por ser leve, a esportividade também chegará ao visual. Essas versões devem chegar ao decorrer do ano, sem saber uma data confirmada pelo site.


Fonte: Novidades Automotivas 

InMetro e PNE divulgam dados de consumo da versão Origine 1.6 THP do Citroën C4 Lounge!


Depois de divulgar dados de consumo de Peugeot 2008, novas versões do 208, consumo do novo motor de 3 cilindros da Nissan, o Programa Nacional de Etiquetagem (PNE) e o InMetro divulgaram agora, um segredo. Uma versão mais em conta do C4 Lounge com motor 1.6 THP Flex. Trata-se da versão Origine, que também deve ganhar o mesmo motor turbo das versões Tendance e Exclusive. A versão que aparece no PNE é a Origine com câmbio automático de 6 velocidades. Atualmente a versão com motor 1.6 THP Flex mais em conta é a Tendance, que custa R$82.490, ou seja, a versão Origine com esse motor deveria ficar na casa dos R$75.490, ou seja, seria uma motorização logo acima do motor 2.0 16v Flex. Há chances ainda, da versão Origine com motor 1.6 THP também ofereça a opção e câmbio manual, ficando co preços na casa dos R$71.000, dando quase um fim a motorização 2.0 16v Flex, podendo ficar disponível apenas a Origine com o motor 2.0, com preços abaixo dos R$70.000, sendo que essa ficaria no mercado para atender consumidores com deficiência física, que só podem comprar carros com preço limite de R$70.000. Será que vale arriscar? Vamos esperar para ver...


Lifan também reajusta seus preços no Brasil após elevação do IPI e X60 parte de R$59.990!


A chinesa Lifan que conseguido ótimos resultados de venda no mercado brasileiro depois da sua reestruturação. Vide o caso do X60 que tem se tornado um sucesso de vendas no mercado, e a marca apostou no Foison, que tem lutado no segmento de VUCs Compactos. Recentemente lançou o 530, um sedã compacto. Porém o aumento do IPI não deveria passar, já que o governo não quis continuar com o IPI reduzido e mandou as marcas serem mais competitivas no mercado, o que de certa forma, é correto. Voltando ao assunto, o X60, best-seller da marca, foi o que mais aumentou de preços. A versão mais em conta, a Talent, tinha preço de R$55.990. Agora ela está R$4.000 mais cara e já custa R$59.990. Já a VIP passou de R$59.250 para R$62.990, um aumento de R$3.740 no preço do SUV Compacto. O 530 segue custando os mesmos R$38.990 na versão básica e R$40.990 na versão topo de linha Talent. Totalmente equipada a versão Talent sai por R$42.490. O VUC Foison teve o menor repasse de preços e agora custa R$35.490, um aumento de apenas R$500 pelos R$34.990 pedidos anteriormente.


Retrômobilismo#74: Tem certeza que é um carro de um chefe executivo? Gurgel XEF!


O XEF era a tentativa da Gurgel em produzir um carro pequeno para pessoas com uma boa condição financeira, assim como o Dacon 828. Ele foi lançado em 1981, mas apenas em 1983 que o XEF começou a ser produzido e vendido, quando ele conseguiu "deslanchar" no mercado brasileiro. Com proporções muito reduzidas, o XEF media apenas 3,12m de comprimento, 1,80m de entre-eixos, 1,70m de lergura e pesava apenas 800kg. O nome XEF foi dado a filha de Gurgel, Maria Cristina. Certo dia ela chegou em casa dirigindo o protótipo. Ao perguntarem de quem era o carro ela disse: “É do Chefe!”, mostrando que se tratava de um carro projetado pelo seu pai.


Assim como um bom Gurgel, o XEF também tinha elementos da Volkswagen, que foi base de muitos carros nacionais, além de marcas oriundas do Brasil. Logo de cara percebe-se que os faróis dianteiros do Volkswagen Voyage, enquanto as lanternas traseiras vinham da Brasília. A grade dianteira, dava um ar mais bonito ao XEF, mas era "falsa", já que o motor do mini-sedã ficava na traseira. O chassi era da própria Gurgel, com uma estrutura tubular de aço, incorporada a carroceria feita de fibra de vidro. A suspensão vinha do Fusca, bem como o motor 1600 a ar, capaz de desenvolver 48cv de potência e 10kgfm de torque na Gasolina e 56cv e torque de 11,3kgfm quando abastecido com Álcool, sendo aliado a um câmbio manual de 4 marchas, com velocidade máxima de 140km/h e 0 a 100km/h em 20 segundos.


O acabamento do XEF fugia a regra do acabamento espartano dos Gurgels da época, podendo levar até 3 ocupantes sem aperto. O banco do motorista é separado do banco dos passageiros, que já vinham com apoios de cabeça e podia ser revestidos em tecido ou couro. Logo atrás dos encostos existia uma bolsa elástica que era utilizada para prender a bagagem no reduzido espaço traseiro e todo interior era acarpetado, possuindo entre os itens de série, vidros elétricos e toca-fitas de fábrica. A Gurgel cogitou em colocar ar-condicionado quando ele já era produzido, mas acabou desistindo por motivos não especificados. Seu painel dispõe de 5 instrumentos: velocímetro, nível do combustível, pressão do óleo, conta-giros e vacuômetro.


De tamhno diminuto e com estilo bem "estranho", o XEF não conseguiu resistir aos novos modelos do mercado e acabou saindo de cena em 1986, sem deixar nenhum representante em seu lugar. Estima-se que de 1983 a 1986 foram produzidas 145 unidades do XEF, sendo que ainda há unidades em bom estado de conservação e outras abandonadas, apenas esperando para receber mais carinho e atenção, assim como todo carro abandonado, ainda mais a Gurgel, mas genuinamente brasileira.


Fotos: Divulgação, Revista Fusca e Motor3

sexta-feira, janeiro 30, 2015

Novo Volkswagen Golf Trendline tem mais detalhes revelados na Argentina; Versão chega ao Brasil!


A Volkswagen deve trazer a versão mais simples do Golf ao Brasil. Lançado na Argentina e importado do México, o Golf Trendline teve mais detalhes divulgados no país "hermano" e isso nos interessa bastante, já que essa versão deve chegar ao Brasil ainda neste ano. Para ter preço mais acessível, o Golf teve alguns itens retirados da sua lista de série. Uma delas é a suspensão traseira, com eixo de torção, no lugar da independente, conhecida como multilink da versão Comfortline. Destaque vai para a permanência dos bons itens de série do Golf Trendline, como os 7 airbags, controle de tração e estabilidade, bloqueio eletrônico do diferencial, além dos freios ABS, sistema Isofix, rodas de liga leve de 16" polegadas (com estepe de liga), sistema de som com tela de 5,8" polegadas, ar-condicionado Climatic, direção elétrica e bancos dianteiros com ajustes de altura e de lombar. Na Argentina, ele é oferecido com motor 1.6 16v MSI a gasolina, capaz de desenvolver 110cv de potência e torque de 15,8kgfm, com câmbio manual de 5 marchas. O novo Golf deve começar a ser produzido em São José dos Pinhais (PR) no meio do ano, e a diferença é que nosso deve ter motor 1.6 16v MSI Flex, de 120/110cv de potência e torque de 16,8/15,8kgfm de força, com a possibilidade do câmbio manual ser de 6 marchas. Na Argentina, o Golf Trendline tem preço equivalente a 62.359, preço que deve ser base no Brasil.

Toyota anuncia expansão da fábrica do Etios Hatch e Sedan em Sorocaba (SP) a partir de 2016!


Apesar de seu visual controverso, a Toyota está anunciando a expansão da produção do Etios Hatch e Etios Sedan na fábrica de Sorocaba (SP), a partir de 2016. A fábrica que atualmente produz 74.000 unidades anualmente de ambos, deve passar a produzir 108.000 unidades ao ano. A marca nipônica deve contratar mais empregados para a produção do Etios, se juntando aos atuais 1.600 empregados. Isso é um investimento da Toyota de R$100.000.000, que além de expandir a fábrica, deve modernizá-la (a Toyota não citou quais partes da fábrica deverão ser modernizados). Em 2014, a Toyota comercializou 66.416 unidades da linha Etios, sendo 38.811 unidades do Etios Hatch e 27.605 unidades do Etios Sedan, números que foram maiores quando a 2013, quando a linha Etios vendeu 62.043 unidades (34.803 do Etios Hatch e 27.240 do Etios Sedan).


Das 20.000 unidades que sobraram (12.000 em 2013 e 8.000 em 2014), a Toyota exportou para países vizinhos, como a Argentina e o Paraguai, além do Uruguai receber o compacto em breve. Segundo Koji Kondo, presidente da Toyota no Brasil, “Esta expansão da produção Etios em nossa fábrica de Sorocaba se deve ao fato de sempre ouvirmos com atenção o feedback dos nossos clientes para produzir carros cada vez melhores. Sinto que a família Etios cresce por conta dos consumidores brasileiros. Vamos seguir com nosso compromisso de contribuir continuamente com o crescimento econômico e o desenvolvimento da sociedade brasileira.”. As demais 34.000 unidades que devem ser produzidas todos os anos deve abastecer os países vizinhos e o próprio Brasil, já que a Toyota planeja abrir 54 novas concessionárias até Março de 2015, chegando a 197 concessionárias.


Nissan lança motor 1.0 12v Flex de três cilindros ao New March, que chega por R$35.990!


A Nissan acaba de entrar para a "onda" dos carros compactos com motor 1.0 12v de três cilindros Flex. O primeiro a receber o motor é o New March, que chega as concessionárias nos primeiros dias de Março. O novo motor desenvolve 77/77cv de potência e 10/10kgfm de torque, destacando o New March como o primeiro compacto japonês com motor de três cilindros, cutucando o Toyota Etios. Chamado de HR10, o novo motor 1.0 12v Flex tem cabeçote e bloco de alumínio com variador na admissão, em comparação ao antigo motor 1.0 16v Flex, era de ferro, mais pesado. A maior parte de seu torque está disponível em baixas e médias rotações, com boa relação peso/potência, de 12,5kg por cv. Exclusivo do mercado brasileiro, esse novo motor é derivado do 1.2 vendido em outros mercados. Recebendo nota A do Programa Nacional de Etiquetagem (PNE) e do InMetro, esse novo motor nipônico conseguiu fazer a média de 8,8km/l com Etanol na cidade e 10,3km/l na estrada.


Com Gasolina, o New March consegue fazer 12,9km/l na cidade e 15,1km/l na estrada. Esse novo motor também se beneficia do sistema Start Bosch, que não traz tanquinho de combustível. A quinta marcha foi alongada de 0,821 para 0,795, diminuindo o giro do motor, fazendo com que consuma menos. Para a produção do novo motor em Resende (RJ), a Nissan desembolsou R$100.000.000. As versões mais básicas do New March 1.0 12v Flex trazem ar-condicionado e direção elétrica de série na versão Conforto. Já a S adiciona travas, vidros e retrovisores elétricos, chave com telecomando. Já a versão SV, top de linha, adiciona Bluetooth, faróis auxiliares de neblina, aerofólio, volante com comandos do rádio e roda de liga leve de aro 15" polegadas. A versão 1.6 16v Flex segue normalmente sendo produzida, ao contrário da versão Active, que teve produção interrompida, mas não se sabe se saiu de cena.


Tabela de Preços

  • Nissan New March 1.0 Conforto – R$35.990
  • Nissan New March 1.0 S – R$37.990
  • Nissan New March 1.0 SV – R$40.990
  • Nissan New March 1.6 S – R$40.990
  • Nissan New March 1.6 SV – R$43.990
  • Nissan New March 1.6 SL – R$47.490



O que esperar da Porsche para o ano de 2015?


A Porsche deve traz duas novidades ao mercado nacional em 2015. Mas não será nenhum esportivo ou super-esportivo que deve chegar e sim duas novidades de seus SUVs no mercado. O primeiro a chegar será o novo Cayenne S, que chega em versões mais simples no Brasil, já que a Turbo está a venda desde o final de 2014. A versão S conta com motor 3.6 V6, deve chegar no primeiro semestre de 2015, possivelmente nos três primeiros meses do ano, já que o Cayenne vem sendo "arrasado" nas vendas após a chegada do irmão Macan. O motor biturbo e com injeção direta desenvolve 420cv de potência, que substitui o antigo motor 4.8 V8 de 400cv de potência. O câmbio deve ser o automático ZF de 8 velocidades, com preços na casa dos R$365.000 nas versões mais em conta. Além dele, o Macan também deve ganhar uma versão mais simples no mercado, com o mesmo motor 2.0 TSI do Volkswagen Golf GTI, mas rende mais, chegando aos 237cv de potência e torque de 35,7kgfm de força, acoplado a um câmbio automático de dupla embreagem, com tração integral. Essa versão deve ter preços mais acessíveis que a versão S, que possui preço de R$399.950. A versão com motor mais manso, o 2.0 deve ficar na casa dos R$280.000, chegando no meio do ano.


Honda divulga mais detalhes do HR-V, seu novo SUV Compacto que chega dentro de 2 meses!


A Honda deve lançar o HR-V em breve no Brasil para fazer dele, um sucesso de vendas da Honda e acabar com a vida boa de Ford EcoSport e Renault Duster. Previsto para chegar em Março de 2015, o HR-V foi apresentado ao público brasileiro durante o Salão do Automóvel de São Paulo 2014, porém a forte película não deixou observar o interior do SUV. Em teaser divulgado no dia 29 de Outubro, e com site já criado (Honda HR-V já tem site para quem estiver interessado no SUV, que chega em Março!), deve fazer barulho no Brasil, com preços na casa dos R$68.000, vindo com bons itens de série desde a versão básica. O interior do nosso HR-V é muito idêntico ao do HR-V norte-americano, com destaque para o console central vazado e bem próximo do motorista. Traz ainda sistema multimídia e ar-condicionado digital, presente no Fit e City. Traz da dupla ainda, do Fit nesse quesito, o sistema ULT dos bancos, onde o assento pode ser levantado, rebater o banco traseiro e ampliar o porta-malas, sem desnível. Com isso o HR-V deve se tornar referência de espaço. O motor deve ser o 1.8 16v FlexOne de 140/139cv, opção única de motor, com câmbio automático CVT, que simula 7 marchas. Porém, ao contrário do Jeep Renegade, o HR-V não deve ter tração 4x4, apenas 4x2 com tração dianteira.


Vídeo-Teaser do Honda HR-V


Os Esportivos mais vendidos do Brasil no ano de 2014!


O segmento de Esportivos no Brasil em 2014 teve uma queda quase generalizada, se não fosse o Porsche Cayman, único a registram aumento nas vendas quando comparado a 2013. Com novas versões lançadas em 2014, o Cayman conseguiu se sobressair e salvou o segmento da queda generalizada, com uma evolução de +45%. Mesmo assim isso não conseguiu tirar o alemão da lanterna do segmento, em 9º, mesmo que separado por uma diferença de 8 unidades para o 6º. A maior queda foi registrada pelo Peugeot RCZ, que caiu -61,67%, vendeu menos que o dobro de 2013. O que menos sofreu queda foi o BMW Z4, com uma queda de -8,51%. Líder, Chevrolet Camaro perdeu -36,4% das vendas e viu a diferença para o segundo colocado cair de 591 unidades em 2013 para 280 unidades em 2014. O ano de 2015 deve ter mais uma queda do Camaro, já que o Ford Mustang deve chegar ao Brasil, além da forte chance do Dodge Challenger chegar ao país, também.


Zotye divulga preços estimados de Z300, Z500 e T600 para o Brasil e confirma novos nomes ao trio!


A chinesa Zotye vem com os ânimos a flor da pele para o mercado brasileiro em breve, com o Logic com motor 1.0 e preço de R$24.600 e o Hunter, SUV Compacto que chega ao Brasil por R$49.900. Além disso, a Zotye prepara mais três lançamentos para o Brasil no segundo semestre deste ano. Todos devem trocar de nome ao chegar no país, ou seja, os "códigos" Z300, Z500 e T600 não são oficiais ao Brasil. O primeiro e mais em conta deles é o Z300. O Sedã Compacto Premium deve ter preços na casa dos R$55.000. O Z300 chega ao Brasil com motor 1.6 16v, com potência de 120cv de potência e 15,6kgfm, o mesmo motor do atual Z300 (foto acima), vendido na China. Com fábrica no Brasil (Ainda não se sabe a cidade, mas sabe-se que é no estado do Espírito Santo) a Zotye pode fabricar esse Sedan Compacto Premium por lá, para competir com os conterrâneos JAC J5, Geely EC7 e o futuro Chery Arrizo 7! Além do Z300, a Zotye deve lançar o Z500 no mercado brasileiro.


Na China, o Z500 (foto acima) é vendido com motor 1.5 Turbo, capaz de desenvolver 152cv de potência e torque de 19,8kgfm, com câmbio automático CVT de 5 velocidades. Na China, ele ainda deve ganhar uma opção de motor 1.8 Turbo. Traz como destaques entre os itens de série, a central multimídia touch screen, ar-condicionado digital, ABS, Airbag Duplo entre outros itens. Preço? Chute algo próximo dos R$65.000. Finalizando com o T600 (foto abaixo) é um SUV Médio inspirado no Volkswagen Touareg, como é possível ver a foto do SUV. Estima-se que ele venha com o mesmo motor 1.5 Turbo do Z500, capaz de desenvolver 152cv e torque de 19,8kgfm, com câmbio automático CVT. Como rival do JAC T6, o "T600" deve chegar ao mercado com preços na casa dos R$65.000 segundo a própria Zotye, mas como foi lançado recentemente o T500 na China, espera-se que o T600 teve um incremento de preço, passando a custar cerca de R$75.000.


Há 1 ano: Mercedes-Benz CLA!


Hoje faz um ano do lançamento do Mercedes-Benz CLA no mercado brasileiro. Com proposta de substituir o preço do Classe C, que ganharia uma nova geração nos próximos meses, a Mercedes-Benz começou pelo lado errado, com um série especial, chamada de First Edition, que tinha preço de R$150.900, o que afastou muitos consumidores para o seu maior rival, o Audi A3 Sedan, que viu suas vendas dispararem nos primeiros meses de venda enquanto o CLA patinava para vender 100 unidades em um mês, algo que persiste até hoje. Após a chegada da nova geração do Classe C, os preços subiram e finalmente o CLA pode respirar, pois chegava ao mercado as versões 200 e 250 mais simples do CLA, mas era tarde demais, além de ser caro perante o rival da Audi (R$127.900 contra R$94.900), o que também não animou os consumidores. Talvez se os preços fossem cerca de R$10.000 mais em conta em todas as versões, o CLA vendesse bem mais, não a comparação de chegar próximo do A3 Sedan, mas quem sabe, duplicar suas vendas...

Papel de Parede: Chevrolet Spin Activ e novo Renault Fluence!


(Clique na imagem para ver em tamanho maior)

Tamanho da Imagem: 1600x1200


quinta-feira, janeiro 29, 2015

Após enlouquecer com valores pós-IPI, Chevrolet reduz preços de boa parte de seus modelos!


Depois de liberar a nova tabela de preços no início do mês de Janeiro, indicando os novos preços pós-IPI, a Chevrolet percebeu que os preços se tornaram caros demais e resolveu reduzi-los, segundo o site Notícias Automotivos. Em certos casos, o preços ficou R$5.000 mais em conta, para se darmos de conta o tamanho do lucro que a GM teria caso os preços fossem realmente praticados. O preço do Celta cai de R$35.060 para R$34.060, enquanto o do Classic cai de R$33.080 para R$32.080, R$1.000 para os longevos da Chevrolet. Já a dupla de sucesso da marca, Onix e Prisma estão R$900 mais em conta em todas as versões e agora partem de R$38.290 e R$44.250 respectivamente. O Cobalt agora custa R$45.770, ficando R$2.000 mais em conta. Já Cruze Sport6 e Cruze ficaram R$5.000 mais em conta (!) e custam respectivamente R$68.360 e R$70.020 na versão LT, enquanto chegam a R$84.100 na versão LTZ. A S10 2.4 Flex CS sai por R$68.270, preço R$6.000 mais em conta, enquanto 2.4 Flex CD custa R$77.130, com a mesma redução da CS. A 2.8 Diesel CD LTZ 4x4 está R$4.000 mais em conta, R$134.800. Já a Captiva também teve seu preço reduzido em R$5.000, tendo preço de R$101.696. Demais modelos não sofreram aumento de preços e o site ainda não repassou a baixa nos preços dos modelos citados. Palmas a GM, pois redução de preço está cada vez mais difícil de ver.

Fonte: Notícias Automotivas

Onix e Prisma levam a Chevrolet a registrar seu recorde no mercado brasileiro em Dezembro!


Lançados em 2012 e 2013 respectivamente, a dupla infalível da Chevrolet do Brasil, Onix e Prisma ajudaram a marca americana a conquistar seu recorde de vendas em 2014 no mês passado. Com 58.276 unidades emplacas no mês passado, a Chevrolet conseguiu seu recorde de vendas em 2014. O Onix, em um surpreendente mês conseguiu vender 17.951 unidades em um único mês, sendo que recorde anterior era de pouco mais de 14.000 unidades em um mês, o que já é muito quando se olha o preço inicial do Onix, de R$39.190. Já o Prisma vendeu 9.549 unidades em Dezembro e também chegou ao seu recorde de vendas desde quando começou a ser vendido no Brasil. No acumulado do ano, o Onix ficou atrás apenas de Fiat Palio, Volkswagen Gol e Fiat Strada, com 150.831 unidades, enquanto o Prisma encostou no líder Siena nos últimos meses (no último trimestre conseguiu ser líder de vendas) e emplacou 88.377, com um 10º no ranking geral. Ambos usufruem da plataforma GSV (Global Small Vehicle) e usam os motores 1.0 8v Flex que desenvolve 80/78cv de potência, além do 1.4 8c Flex SPE/4 que rende 106/98cv, com opção de câmbio automático de 6 velocidades.


Novo Volkswagen Jetta já está sendo produzido na fábrica paulista de Anchieta, como pré-série!


Segundo a revista Car and Driver Brasil e o site Notícias Automotivas, o novo Volkswagen Jetta já é produzido na fábrica de Anchieta (SP) desde o último dia 27/01. Porém, a primeira unidade foi feita em pré-série, para ver se o modelo montado por aqui teria o mesmo padrão de qualidade do Jetta mexicano. O Jetta é um dos três carros que a Volkswagen confirmou fabricar nessa fábrica e a montagem CKD do Jetta no Brasil será um complemento ao modelo mexicano, que segue vindo ao Brasil, mas apenas na versão topo de linha, a Highline com motor 2.0 TSI. Isso nos primeiros meses de montagem, onde todas as peças virão do México. Logo em seguida, o Jetta também receberá peças brasileiras. O novo Jetta passa por um ligeiro face-lift, ao adotar novos faróis e lanternas de LEDs com novo layout, nova grade maior, novo para-choque dianteiro e traseiro, novas rodas de liga leve marcam o sedã médio no exterior. Por dentro ele recebe novo painel e volante, com novo sistema multimídia. As motorizações, devem ser o 2.0 8v Flex de 120/116cv de potência para o Jetta destinado a frotistas, o 1.4 TSI do Golf para a versão Comfortline (e uma possível versão Trendline, mais em conta e com o mesmo motor), além da Highline que como dito, segue vindo do México, com preços na casa dos R$70.000.

O que esperar da Peugeot para o ano de 2015?


Depois de perder vendas no mercado brasileiro, de tirar a linha 207 de linha, a Peugeot coloca todas suas fichas no SUV Compacto 2008, que pode ajudar a marca francesa a sair do "buraco" e voltar a ter lucros. As versões, motores e câmbios do 2008 vazaram no programa PNE (Programa Nacional de Etiquetagem). As versões básicas serão a Allure com opção de câmbio manual de 5 velocidades e automática de 4 velocidades, a Griffe com câmbio manual de 5 marchas e automático de 4 velocidades, com motor 1.6 16v FlexStart, capaz de desenvolver 122/116cv de potência e torque de 16,4/15,5kgfm de força. Além dele, haverá outra versão Griffe, com motor 1.6 16v THP Turbo Flex, capaz de desenvolver 173/165cv de potência com torque de 24,5/24,5kgfm de força, auxiliado a um câmbio manual de 6 marchas. Segundo a Peugeot, a versão automática do 2008 THP deve chegar no início do segundo semestre e por isso pode não ter constado no PBE. É a principal arma da Peugeot para brigar com o Ford EcoSport e com Renault Duster. Chega em Maio por R$60.000. Além dele, quem pode chegar ao Brasil em 2015 é a nova geração do furgão Boxer, que é irmão gêmeo de Citroën Jumper e Fiat Ducato há anos. O novo Boxer traz novidades como LEDs nos faróis, algo inédito quando se fala em Furgões. Na Europa, a dupla Boxer e Jumper contam com motores 2.0 HDI de 110cv ou 2.3 HDI de 130cv ou 150cv, além de outro motor também HDI com potência de 180cv, com sistema start-stop, auxiliado a um câmbio manual de 6 marchas.


O atual 308 vendido no Brasil tem quase 3 anos de mercado e lá fora ele já possui uma nova geração. Essa nova geração não era cogitada a vir ao Brasil, mas segundo uma entrevista de Carlos Gomes, presidente da PSA no Brasil à revista Quatro Rodas durante o Salão do Automóvel de Paris, isso será possível sim. A nova geração do 308 pode chegar ao Brasil sendo primeiramente importada e depois produzida na Argentina e conviveria com a atual geração que deve receber um face-lift em breve no nosso mercado. Segundo Carlos Gomes, há estudos de importar a nova geração do 308 ao Brasil, ficando num patamar mais elevado que a atual, concorrendo com Volkswagen Golf e Ford Focus, já que ambos possuem preços que partem acima dos R$63.000. Sendo assim o 308 poderia vir da Europa com preços que deveriam começar na casa dos R$75.000 aos R$90.000 na sua versão mais básica que na Europa possui motores 1.2 THP ou 1.6 THP que conhecemos e que rende 165cv de potência, com câmbio manual ou automático de 6 velocidades. Com a possível importação do novíssimo 308, a Peugeot pode trazer novamente uma rival para este segmento, de olho no sucesso de uma futura rival, a Volkswagen Golf Variant que chega ao Brasil no início de 2015. Trata-se da nova 308 SW lançada no final de 2013 na Europa que traz um visual pra lá de bonito e moderno, que pode resgatar o público desse segmento. Com a possível importação do 308, fica viável sua vinda ao mercado brasileiro com motor 1.6 THP de 165cv de potência, com câmbio automático de 6 velocidades e com preços na casa dos R$85.000, mas isso depende da aceitação do público para a Volkswagen Golf Variant.


A Peugeot deve introduzir um face-lift para o hatch médio 308 e o sedã médio 408, que devem chegar praticamente juntos ao mercado. As novidades porém, ainda são um segredo. Sabe-se, o que o hatch deve mudar a dianteira e a traseira, trazendo novidades no para-choque dianteiro e traseiro, nova grade com o logotipo da Peugeot, que deixa de estar no para-choque para ficar na grade, como já acontece com os renovados 3008 e 508 por exemplo, além de novos faróis, que devem introduzir LEDs, bem como as lanternas que devem ganhar filetes de LEDs, como no 3008. Pode haver mudanças no capô e no para-lama. Fora isso, o "novo" 308 deve ser o mesmo modelo de sempre, com motores 1.6 16v Flex que desenvolve 122/116cv, o 2.0 16v Flex que rende 151/143 (opção de câmbio manual de 5 marchas ou automático de 6 velocidades) e o motor 1.6 THP. O sedã 408 também deve seguir as mesmas mudanças visuais do hatch e chegam no início do segundo semestre. Eles estão confirmados após serem vistos rodando camuflados na Argentina, como mostra abaixo o flagra do blog Argentina AutoBlog.


Hyundai i30 ganha opção de teto panorâmico por R$6.000 na versão mais em conta no Brasil!


Chegando a linha 2015, o i30 ganha a opção de teto panorâmico na versão mais em conta, a GLS, que agora tem três variações diferentes no mercado brasileiro. A Hyundai-CAOA, baixou o preço para quem quiser um i30 com teto solar panorâmico, pois "esse é item muito procurado com carros nessa faixa de preço", segundo a CAOA. Comercializado apenas na versão GLS TOP, o i30 com teto está R$10.000 mais em conta, já que a versão GLS TOP, que acrescenta mais mimos, era a única a oferecer essa opção, que está chegando ao mercado em versão mais simples, com preço de R$84.000! A versão GLS básica, vem com airbags duplo, ABS com EBD, direção elétrica, sensores de chuva e estacionamento, câmera de ré, controle de cruzeiro, sistema multimídia com navegação GPS, DVD player, Bluetooth, com tela touch screen de 7" polegadas, volante multifuncional, rodas de liga-leve de 17" polegadas, computador de bordo com 7 funções, entre outros. O motor segue sendo o 1.8 16v DOHC movido apenas a gasolina, capaz de desenvolver 150cv de potencia com torque de 18,2kgfm e câmbio automático de 6 velocidades em todas as versões, que agora são três na gama do hatch médio.


Tabela de Preços

  • Hyundai i30 1.8 16v GLS AT6 - R$78.000
  • Hyundai i30 1.8 16v GLS AT6 c/ Teto - R$84.000
  • Hyundai i30 1.8 16v GLS TOP AT6 c/ Teto - R$94.000

As Stations Médias mais vendidas do Brasil no ano de 2014!


Segmento que tende a crescer com os próximos lançamentos, como Mercedes-Benz Classe C Touring e Volkswagen Golf Variant, o segmento de Stations Médias é pelo segundo ano consecutivo liderado por um francês. O Citroën DS5, modelo top de linha da DS no Brasil que segurou a ponta apesar de uma queda de -78,9% comparado a 2013, de longe, a maior queda do segmento. Logo depois dele, a vice-líder do segmento em 2013, a Volkswagen Passat Variant foi superada pela "prima" rica Audi A4 Avant após uma queda de -40%. Logo em seguida surge a Volvo V60, que se manteve em quarto, com uma queda de -30%, com A4 Avant com queda de -18% e Outback com a menor queda, de -6,2%. Estreante e lançada em Janeiro de 2014, a Mercedes-Benz CLS Shooting Brake marcou suas primeiras unidades.


Novo BMW X1 é flagrado sem camuflagem na China! Este visual deve ser do modelo nacional!


A nova geração do BMW X1 deve ser lançada esse ano. A segunda geração geração do utilitário deve ficar muito próximo ao visual do irmão maior X3 e X5, como é possível ver nas fotos. O lançamento oficial da nova geração está programado para acontecer durante o Salão do Automóvel de Frankfurt, em Setembro. As fotos, que ilustram esse post foram feitas pelos site AutoHome, de uma fábrica da BMW na China. O design do SUV da BMW não é revolucionário, ele é apenas evolutivo quando comparado a antiga geração e traz o novo visual da família X de SUVs, com faróis afilados, faróis de neblina próximo aos faróis, grade dianteiro maior e entrada de ar logo abaixo. Apesar de estar muito próximo ao do antigo, engana-se quem acha que a plataforma seja a mesma. Agora o X1 se beneficia da plataforma UKL, com tração dianteira.


Na lateral, apesar de não ser vista por completo, mostra um forte vinco que percorre toda a lateral do utilitário. Na traseira, o novo X1 fica próximo a minivan Série 2 Active Tourer nas lanternas, que ficam maiores. Aliás, no interior o novo X1 também deve se parecer com a minivan, além de alguns detalhes muito próximos ao do Série 1. Com tração dianteira, haverá maior espaço interno, mas o comprimento perde alguns centímetros, ficando menor que a antiga geração, graças a perda da tração traseira. Os motores devem ser os mesmos atuais, com exceção do 1.5 de 3 cilindros Turbo, já usado por Série 1 e MINI Cooper. O novo X1 deve chegar ao Brasil no início de 2016, já sendo produzido em Araquari (SC), com preços na casa dos R$130.000.