sexta-feira, julho 31, 2015

Nissan confirma aposentadoria da Livina e Grand Livina no Brasil depois de 6 anos e 65.000 unidades!


A Nissan decretou oficialmente o fim de linha da sua representante familiar, Livina e Grand Livina. A minivan compacta da Nissan foi lançada em Março de 2009, com produção em São José dos Pinhais (PR). Como forma de combater o Honda Fit, a Nissan foi feliz com a Livina e Grand Livina, mas nos últimos tempos o modelo se tornou obsoleto e perdeu em vendas para novidades, como a nova geração do Honda Fit e a Chevrolet Spin, novata no segmento. Vendida com carroceria de 5 ou 7 lugares, a japonesa não deve substituir a Livina pelo Note, como foi divulgado anteriormente. A Livina e a Grand Livina sai de linha sem substitutos. Segundo o comunicado do fim de linha da Nissan, "Após sete anos de sucesso no mercado brasileiro, com mais de 65 mil unidades comercializadas, sete prêmios de melhor monovolume e melhor compra pela imprensa especializada, as Nissan Livina e Nissan Grand Livina deixam de ser comercializadas no país. A Nissan agradece todos os clientes pela preferência e confirma o compromisso de manter o mesmo padrão de pós-venda com qualidade japonesa fabricado no Brasil – tanto em produto - como em serviços - disponível para todos os seus automóveis.", finaliza. Os estoques da minivan já estão se esgotando desde o mês passado, onde a versão de entrada estava sendo vendida até por R$39.990. A Livina era oferecida com carroceria de 5 lugares e 7 lugares, além da aventureira X-Gear. Nesses seis anos, 65.000 unidades foram comercializadas.


Face-lift da Chevrolet S10 deve ter influências da irmã norte-americana Colorado; lançamento ocorre em 2016!


A Chevrolet S10 deve receber um face-lift de meia-vida muito em breve. A picape média da marca norte-americana deve ganhar influências visuais da irmã Colorado, que foi apresentada em 2014. Lançada em 2012 no Brasil, a nossa S10 deve ganhar melhorias no visual, que deve ficar mais limpo. A grade dianteira pode ser o grande diferencial entre a S10 e a Colorado. A S10 deve ganhar a dupla dividida em dois, ganhando o novo face-family da S10, onde a grade dianteira será menor. A grade dupla será mantida, porém a parte superior de encontro ao capô ficará menor e contará com um só filete, enquanto a grade inferior será filetada deixando a picape em dia com o novo visual da marca. Entre as mudanças estão o novo capô, faróis, para-lamas e para-choque são novos. Na versão LTZ e High Country, a picape terá luzes diurnas de LEDs. Os faróis continuam nas extremidades, mas, estão bem maiores que os atuais. Na traseira a tampa da caçamba ficará mais limpa, ganhando design mais limpo, assim como a Colorado. Já as lanternas manterão o mesmo formato, porém, serão lisas, assim como a irmã vendida nos EUA. No interior, ainda é cedo para saber as mudanças, mas sabe-se que a S10 2017 contará com o sistema multimídia Mylink II mais moderno e funcional. Os motores são os mesmos atuais, sendo o 2.4 Flexpower, o 2.5 Ecotec SIDI e o 2.8 turbo diesel, com câmbio manual de 6 marchas ou automático, de 6 velocidades. O lançamento ocorre no primeiro trimestre de 2016.


Nova geração do Suzuki Vitara chega ao Brasil até o fim de 2015, para concorrer no disputado segmento de SUVs Compactos!


A nova geração do Suzuki Vitara já roda em testes no Brasil. O SUV que era de porte Médio, passa também a brigar no segmento de SUVs Compactos, fazendo companhia ao SX4 S-Cross, lançado em Maio. Por aqui o SUV deve desembarcar no fim desse ano, convivendo alguns meses com a atual geração, enquanto os estoques não terminam. Boatos já circulam que a Suzuki já está realizando essa limpa de estoques, sinalizando a proximidade da nova geração chegar ao país. Apresentado em Outubro de 2014, a nova geração do Vitara deve trazer nova arquitetura mais leve, com LEDs diurnos e faróis mais afilados. Na traseira as lanternas lembram bastante as do SX4 S-Cross, que invade a tampa do porta-malas. Com 4,18m de comprimento, 1,78m de largura e 1,61m de altura, a nova geração do Vitara virá ao mercado com motor 1.6 16v a gasolina, que desenvolve 120cv de potência e 15.9kgfm de força, com câmbio manual ou automático de 6 velocidades. O SUV ainda conta com um propulsor diesel também de 120cv de potência e torque de 32,6kgfm, com os mesmos câmbios. Em todas as versões o Vitara virá equipado com tração 4x4, com quatro modos de condução: Auto, Sport, Neve e Bloqueio. O modelo ainda tem piloto automático adaptativa (ACC), aviso de colisão frontal e sistema de frenagem autônoma entre os itens de série. Os preços devem ficar na casa dos R$78.000.


Fonte: Autos Segredos

Chevrolet Cruze despenca para sétimo no segmento de sedãs médios em Julho; Ford Focus Sedan sobe para terceiro!


O segmento de Sedãs Médios tem se mostrado imprevisível nos últimos anos. Fora os líderes consagrados, Honda Civic e Toyota Corolla, a terceira colocação sempre foi bastante disputada por aqueles sedãs com menor tradição. Ele já foi do Kia Cerato, Chevrolet Cruze, Volkswagen Jetta e ultimamente estava nas mãos do Nissan Sentra, com um pódio 100% japonês. Faltando um dia para o encerramento do mês de Julho, o Chevrolet Cruze despencou literalmente. O sedã manteve as vendas fracas dos últimos meses, mas viu a evolução de Volkswagen Jetta, Renault Fluence e principalmente do Ford Focus Sedan, ainda do modelo anterior do face-lift. Inclusive, o Ford Focus Sedan está em terceiro até ontem (30/07). Líder, o Toyota Corolla aparece na dianteira, com 5.857 unidades até ontem, seguido por Honda Civic com 3.309 unidades, Ford Focus Sedan com 963, Nissan Sentra com 945 unidades, Volkswagen Jetta e Renault Fluence com 871 unidades, empatados. O Chevrolet Cruze aparece em sétimo com 756 unidades. Em oitavo aparece o Citroën C4 Lounge, sem nenhum risco de ultrapassar o Cruze, com 525 unidades. Fiat Linea (9º), Mitsubishi Lancer (10º), Kia Cerato (11º), Hyundai Elantra (12º) e Peugeot 408 (13º).Do Lancer ao 408, a briga também está mais competitiva e promete faísca até amanhã.


De Dezembro, fábrica da Honda em Itirapina (SP) deve começar a produzir somente em Março de 2016!


A fábrica da Honda em Itirapina (SP), que começaria a produzir em Dezembro de 2015, deve atrasar. Segundo a Honda, a fábrica agora fica para Março de 2016. A fábrica ficará 100% pronta apenas no ano que vem, segundo a agência Reuters. O vice-presidente executivo da Honda, Tetsuo Iwamura, declarou que as atividades fabris começavam apenas em Março. A fábrica tem a missão de produzir Fit, City e HR-V, que possuem a mesma plataforma. O Civic continua sendo produzido em Sumaré (SP), mas pode ganhar novos integrantes na fábrica, como boatos do Civic Hatch e a nova geração do CR-V. A fábrica deve empregar cerca de 2.000 funcionários e terá capacidade produtiva de 120.000 unidades, mesma capacidade de Sumaré, podendo aumentar para 240.000 unidades por ano da marca japonesa. O objetivo é acelerar o desenvolvimento de veículos e fortalecer a linha de carros produzidos no país, investindo ainda na área de pesquisa e desenvolvimento. Há a possibilidade do HR-V ficar em Sumaré (SP) por algum tempo, para deixar a fábrica de Sumaré (SP) produzindo apenas o Civic, já que o SUV tem sido bem recepcionado pelo consumidor. Assim, as expectativas de venda do HR-V poderão ultrapassar as 60.000 unidades por ano.


Na contra-mão da crise, Toyota cria 500 novos empregos em Sorocaba (SP), para ampliar produção da linha Etios!


Além de ver suas vendas subindo, a Toyota tem motivos a comemorar. As suas fábricas não demitiram e a marca japonesa agora confirma a contratação de 500 novos funcionários para a fábrica de Sorocaba, no estado de São Paulo. A marca demonstra que deve passar dessa "crise" ilesa, para aumentar a produção dos compactos Etios Hatch e Etios Sedan. A fábrica de Porto Feliz (SP), que tem inauguração prevista para 2016 e será responsável pela produção dos motores 1.3 16v e 1.5 16v do Etios. Por lá estão sendo investidos R$1 bilhão e abertas 180 novas vagas em diversos setores. A outra é da unidade de Sorocaba (SP), onde a família Etios é fabricada. As contratações ampliarão o quadro atual de 1.724 funcionárias e darão suporte para o aumento da produção, que passará de 74.000 para 108.000 exemplares por ano. Dos 500 empregados, 320 vão para a fábrica de Sorocaba (SP) e outros 180 funcionários vão para Porto Feliz. O mercado de automóveis e comerciais leves caiu quase 20% no primeiro semestre, quando emplacou somente 1,27 milhão de unidades. Enquanto a Toyota contrata, cerca de 7.000 funcionários estão em layoff pelo Brasil, mostrando que a marca japonesa tem atendido às expectativas do consumidor. Prova disso é, enquanto a linha de compactos caiu, a dupla se manteve "inatingível" e segue com o mesmo ritmo de vendas.


Vaza primeira imagem da lanterna traseira da nova geração do Mercedes-Benz Classe E, que deve ser lançada em Detroit 2016!


Vazou a primeira imagem da lanterna traseira da nova geração do Mercedes-Benz Classe E, que deve ser apresentado no Salão do Automóvel de Detroit, em 2016. A imagem foi publicada pelo site Mercedes-Benz Passion, que revelou um detalhe do sedã. Depois de algumas gerações, o Classe E finalmente deve abandonar as lanternas divididas pelo porta-malas. A lanterna ainda lembra muito a que é usada na nova geração do Classe C e muito parecida com a do Classe S. Além da imagem, o blog afirma que a lanterna terá uma tecnologia para não perturbar os motoristas no trânsito. O brilho ficará em 100% no período do dia e em 80% no período da noite. Quando o carro estiver parado, a intensidade da lanterna ficará em 60%. O sedã está em fase final de desenvolvimento e vem sendo testado na Europa com camuflagem mais leve. Feito sobre a nova plataforma modular MRA, a nova geração deve seguir com tração traseira, sendo mais leve, além da suspensão dianteira com duplo A no lugar de McPherson, bem como opção de suspensão pneumática. O novo Classe E pode ser controlado remotamente por Bluetooth. A tecnologia permite que o dono do carro dê a partida e faça ele sair da vaga de frente ou dando ré. Ela também possibilita que o motorista pare o carro perto de uma vaga e controle a manobra pelo celular.

Fonte: Mercedes-Benz Passion

Irmão menor do Série 3, BMW Série 1 Sedan pode ser apresentado no Salão de Detroit em 2016!


O site AutoBild mostra como deve ficar o próximo sedã de entrada da BMW, o Série 1 Sedan, que segundo fontes, deve ser apresentado no Salão do Automóvel de Detroit nos EUA ou no mais tardar no Salão do Automóvel de Genebra, na Suíça. O sedã deve brigar diretamente com Audi A3 Sedan e Mercedes-Benz CLA e já começa a rodar com pouca camuflagem na Europa, onde vem sendo testado. Seu design deve ser bem proporcional ao dos rivais e o Série 1 Sedan deve ser uma espécie de "mini-Série 3". O visual dianteira deve ser idêntico ao do hatch, como é possível ver na projeção da AutoBild, enquanto a traseira deve lembrar os sedãs tradicionais da BMW, como Série 3 e Série 5. Diferentemente do hatch, o sedã deverá ter tração dianteira, o que fez com que a cabine ficasse mais espaçosa e o capô tivesse medidas menores, deixando o estilo geral mais equilibrado que o próprio Série 1 hatch. A traseira alta com para-lamas bojudos deve fazer parte do sedã, que melhora o estilo. Quem quiser um sedã com tração traseira, parte para o Série 3. O Série 1 Sedan deve ser vir equipado com os motores 1.5 12v a gasolina que desenvolve 136cv ou 150cv de potência e torque de 23.4kgfm, com câmbio automático de 8 velocidades, mesmo câmbio que deve equipar o motor 2.0 16v Flex que desenvolve 187/184cv de potência e torque de 27,5/27,5kgfm. A versão topo de linha, a M135i Sedan deve vir equipada com 3.0 de 6 cilindros que entrega 320cv e 45,9kgfm.


Projeção: AutoBild

Audi descarta o R8 Turbo para os próximos anos, mas deixa em aberto motor para o futuro!


A Audi confirmou que a nova geração do R8 não deve ganhar um motor turbo para os próximos anos, como boatos já estavam dando como certo. O motor tem se tornado um pesadelo para as marcas de super-esportivos. O impasse em aderir o downsizing algumas vezes é pelo custo adicional em um novo motor, que muitas vezes envolve muita grana. Mas, quando falamos da Audi, uma marca que tem bastante visibilidade e potencial para um novo propulsor para o novo R8. A Audi, por exemplo, já havia dito que o atual R8 receberia uma motorização turbo alimentada ainda na atual geração - informação contrariada por outra declaração vinda da marca. Porém há um desconversa de tudo isso, o que pode significar que a Audi quer "abafar" o caso ou deixar no anonimato para deixar o assunto morrer. Em entrevista à revista Motoring, o chefe de desenvolvimento técnico da marca, Ulrich Hackenberg admitiu que a adoção de um propulsor turbo no portfólio do modelo é inevitável: “É algo que deve acontecer ainda neste ciclo de vida e que com certeza nos dará uma gama mais completa”. “É bastante singular a construção de motores naturalmente aspirados hoje, e os nossos clientes adoram. Isso não significa que não vamos oferecer um turbo, mas os aspirados devem permanecer”, concluiu. Como especulação, fala-se em um motor compacto, porém super eficiente, que mantenha a boa performance do super-esportivo. Inicialmente, o propulsor 4.0 V8 do Audi RS7 chegou a ser cogitado, mas o projeto não foi adiante.


Papel de Parede: Chevrolet S10 High Country e Suzuki Grand Vitara 4SPORT!


(Clique nas imagens para ver em tamanho maior)

Tamanho das Imagens: 1600x1200

Chevrolet S10 High Country


Suzuki Grand Vitara 4SPORT


quinta-feira, julho 30, 2015

Vazam imagens do Audi Q6 Concept, que deve ser apresentado no Salão do Automóvel de Frankfurt!


Vazaram as primeiras imagens do conceito do Audi Q6, que deve ser apresentado para o público durante o Salão do Automóvel de Frankfurt, em Setembro. Antecipando as linhas do SUV de produção, o Q6 Concept foge totalmente do que era esperado: segundo fontes, o Q6 teria um design coupé, baseado em BMW X4 e Mercedes-Benz GLC Coupé. Chamado internamente de Audi C-BEV, o SUV terá linhas mais robustas e de acordo com o face-family da marca alemã. A meta da Audi é fazer do Q6 um dos SUVs mais rápidos já produzidos. Pertencente à família e-tron, o modelo terá 500cv e 93,8kgfm de torque máximo convertidos em desempenho e alta performance. Internamente, os números indicam aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 3,9 segundos e velocidade máxima limitada de 250 km/h, além de impressionantes 500km de autonomia do motor elétrico, algo ainda inatingível nos padrões atuais. O lançamento está confirmado para o início de 2018, sendo o Tesla Model X o principal concorrente. A Audi não dá maiores detalhes, mas versões plug-in e alimentadas por células de combustível, como movido a hidrogênio, também estão nos planos da marca premium alemã. Seu lançamento deve ocorrer até 2018, chegando ao Brasil um ano depois.


Surge novo flagrante da traseira da nova geração da Mitsubishi Pajero Sport, a nossa Pajero Dakar!


Eis outro flagra da nova geração da Mitsubishi Pajero Sport, conhecida no Brasil por Pajero Dakar. O SUV deve ser apresentado no próximo dia 1º de Agosto, no Sábado próximo, na Tailândia. A nova geração deve continuar a oferecer opção de 5 ou 7 lugares e que segundo a montadora japonesa, o novo Mitsubishi Pajero Sport foi “projetado para a perfeição”. A nova geração da Mitsubishi Pajero Sport/Dakar está de acordo com o novo face-family da Mitsubishi com faróis afilados e grade cromada, que forma um "X", assim como o novo Outlander. Acompanhando o estilo da nova geração da L200 Triton, a nova geração da Pajero Sport, com faróis com LEDs diurnos, que formam conjunto com a grade. Na lateral, o vidro sobe de uma maneira agressiva em relação ao teto, que também causou certa estranheza aos internautas, mas não causa uma sensação tão estranha como as lanternas traseiras, como fica claro nos flagra. O interior seguirá os moldes da nova Triton, com quadro de instrumentos mais elaborado e central multimídia touch scrren. As informações de bastidores antecipam que a vida a bordo será otimizada com novas soluções de espaço e inéditos recursos tecnológicos. Sob o capô, a principal novidade ficará por conta do motor 2.4 turbodiesel e um 2.4 ou 2.5 a gasolina, com potência que varia de 128cv a 181cv com novas opções de câmbio. No Brasil o lançamento ocorre dentro de dois anos.

Décima geração do Honda Civic é flagrada mais uma vez nos EUA e mostra mais detalhes do seu interior!


O site World Car Fans deu uma bola dentro do gol. Ao flagrar a décima geração do Honda Civic, mostrou maiores detalhes que o sedã médio estava escondendo. Embora bastante camuflado, o Civic mostrou alguns detalhes, como dupla saída do escapamento (provavelmente o sedã estava equipado com motor 1.5 Turbo de 200cv), faróis e lanternas de LEDs, terceira janela, mais conhecida como espia, bancos traseiros com aquecimento, airbags de cortina, rodas de 16" e 17" polegadas, denunciando que a Honda está testando diferentes versões do sedã. O seu design deve ser bem ousado, com estilo que se assemelha a um coupé pelo teto, que deve ser cerca de 2,5 centímetros menor que o atual. Entretanto, seu comprimento, largura e entre-eixos deverão ser maiores. Feito sobre nova plataforma, a décima geração do Civic deve oferecer o motor 1.5 i-VETC Earth Dream Turbo, que pode desenvolver 150cv de potência e 20,8kgfm de torque ou com 200cv de potência e 26,5kgfm. Com foco na eficiência energética, o Civic deve oferecer sistema Start&Stop e câmbio automático de dupla embreagem CVT, com 7 velocidades.


O painel deve seguir um estilo mais normal, mas ainda assim com os principais comandos voltados e próximo ao motorista. O quadro de instrumentos, agora único, deve abrigar sistema multimídia no painel, semelhante ao que hoje é usado no HR-V. Do SUV Compacto também será inspirado o console central elevado, enquanto a manopla do câmbio ficará localizada o botão E-CON (modo de condução econômico) e o freio de estacionamento com acionamento elétrico. No Brasil, ele deve fazer sua estreia durante o Salão do Automóvel de São Paulo de 2016, onde o maior rival, o novo Chevrolet Cruze, também deverá ser lançado. Cogita-se que o Civic perca os motores 1.8 16v e 2.0 16v FlexOne no Brasil em favor do novo 1.5 Turbo de 150cv e 200cv, que devem ganhar 5cv a mais de potência quando abastecidos com Etanol. Com lançamento marcado para o fim de 2015 nos EUA, o sedã médio guarda outras novidades, como o inédito motor 1.0 12v de 3 cilindros Turbo, que tem chances de chegar ao Brasil, substituindo o 1.8 16v FlexOne. Conhecido como 1.0 i-VTEC, o novo motor deve desenvolver entre 130cv a 140cv, com torque na casa dos 19kgfm, ou seja, apesar da cilindrada menor, deve desenvolver mais que o 1.8 atualmente comercializado.


Fotos: World Car Fans

Em 2018, Brasil deve receber Mercedes-Benz Classe A e CLA do México; fábrica começa a ser erguida em Aguascalientes!


A Mercedes-Benz deve começar a erguer sua fábrica no México, em Aguascalientes. A fábrica é uma parceria da Renault-Nissan com a Mercedes-Benz, que devem desembolsar, juntas, US$1 bilhão, cerca de R$3 bilhões em reais, para a nova fábrica, que deve produzir veículos da Mercedes-Benz e da Infiniti, marca de luxo da Nissan. Anunciada em 2014, a aliança também deve gerar frutos aqui, na América do Sul, com a fábrica da Renault-Nissan com a Mercedes-Benz em Córdoba, para produção de picapes médias. A nova fábrica mexicana deve gerar 3.600 empregos e produzir, inicialmente, 230.000 unidades, mas podendo ser ampliada para 300.000 unidades por ano. Segundo informado, a previsão é de que os modelos japoneses comecem a sair das linhas de montagem em 2017 e os alemães por volta de 2018. A capacidade total da unidade está programada para ser atingida em 2021, quando 300.000 veículos serão produzidos e 5.700 pessoas estarão empregadas. Apesar de ainda se manter em sigilo, não se sabe quais modelos devem ser produzidos, mas é quase certo que sejam frutos da plataforma MFA, da linha de compactos de ambas as marcas, ou seja, Classe A, CLA e GLA da Mercedes-Benz e Q30 e QX30 da Infiniti. Para nós, interessa Classe A e CLA, uma vez que o GLA deve ser produzido ao lado do Classe C no Brasil.


Presidente da Ford América do Sul garante que EcoSport deve voltar a liderança do segmento de SUVs Compactos!


A Ford parece que não engoliu essa história de ver o Ford EcoSport perder a liderança para novatos, como Honda HR-V, Jeep Renegade e para o veterano rival Renault Duster. Segundo o presidente da Ford na América do Sul e vice-presidente global da Ford, Steven Armstrong, acredita que as novidades que a Ford prepara para o SUV Compacto devem trazer a liderança de volta: "não estamos preocupados com o desempenho de vendas do EcoSport porque sabemos que ele pode recuperar sua liderança", disse o executivo durante o lançamento do Focus Fastback; "ainda é um veículo bem vendido e os clientes costumam ser fiéis a ele". Além do face-lift, a Ford deve trazer os motores 1.5 12v Dragon e 1.0 12v EcoBoost para substituir os atuais 1.6 16v Flex. Para o 2.0 16v Flex, a Ford deve adotar o mesmo motor do Focus, com injeção direta de combustível, que desenvolve 178/175cv de potência. Antes disso ele deve trazer novidades de câmbio. Trata-se da nova opção de câmbio para a versão de entrada, no caso, a 1.6 16v Flex que desenvolve 117/111cv de potência com torque de 15,9/15,7kgfm, que deve ganhar a opção de câmbio PowerShift. Os primeiros testes já estão sendo feitos e entraram no ciclo final. No visual o SUV deve ganhar apenas novas rodas de liga leve, com aro de 16" polegadas. A nova versão já entrou em produção e estará disponível para as versões SE, FreeStyle e Titanium. O face-lift, que chega em 2016, deve deixar o SUV mais atraente, mas com dimensões compactas demais o EcoSport deve patinar nas vendas para voltar a tão desejada liderança, de novo.


Chevrolet divulga maiores detalhes sobre o sistema OnStar, que deve estar disponível para o Cruze até o fim de 2015!


A Chevrolet está apresentando no Brasil, um novo sistema multimídia para o Cruze. O dispositivo estará disponível inicialmente para o médio, que oferece vários serviços ao condutor. Sistema disponível para smartphones, o OnStar oferece sistema de Emergência, Segurança, Navegação e Conectividade. O "app" ajuda no processo de recuperação em caso de roubo do veículo e emite uma notificação automática de acidente, assistência 24 horas por meio de uma central de atendimento e de informações, entre outras funções. Para saber um pouco mais sobre as informações, o sistema OnStar precisa ser ligado no retrovisor interno, onde o motorista é conectado à central de atendimento OnStar e pode pedir, enquanto dirige, que o atendente busque informações na internet por ele. É possível fazer consultas rápidas, como a previsão do tempo e a cotação do dólar, por exemplo. A chamada é feita por meio do sistema de áudio do veículo por um canal próprio, que independe de um telefone celular, que funciona 24h. Entre os cinco sistemas que o OnStar deve receber, entre eles estão o: Segurança: ajuda no processo de recuperação em caso de roubo do veículo; Emergência: notificação automática de acidente, assistência 24 horas por meio de uma central de atendimento e de informações; Conectividade: possibilidade de comandar e verificar diversos itens do carro à distância por meio de aplicativo no smartphone, incluindo o travamento/destravamento das portas e o acionamento da buzina e do pisca-alerta, por exemplo; Navegação: envio de destinos de forma remota ao sistema multimídia do veículo. Especial para o Brasil, tem o; Concierge: ajuda o motorista no caso de baixo consumo de combustível, que pode ser enviado por GPS, com destino do posto de combustível mais próximo, além de troca de um pneu furado ou em caso de pane mecânica, o atendente do OnStar direciona a ligação para o Chevrolet Road Service. Informações sobre ruas bloqueadas ou vias alagadas também estarão à disposição do motorista por meio deste serviço. O serviço também emite mensagens de alerta automático em caso de rodízio.


Fonte: CARPLACE

Jaguar testa o F-Pace em diversos condições climáticas, como o escaldante deserto e o congelante gelo do inverno!


A Jaguar parece estar preocupada com a durabilidade do F-Pace, que deve marcar presença em diversos países e várias condições de clima, que vão desde o escaldante verão desértico do Oriente ao congelante inverno europeu. Com apresentação marcada para o Salão do Automóvel de Frankfurt, o suspense sobre o primeiro SUV da Jaguar deve finalmente chegar ao fim. Para garantir que todos os seus sistemas e tecnologias funcionem mesmo sob as condições mais extremas, o utilitário foi submetido a um dos mais exigentes programas de testes já implementados pela JLD (Jaguar-Land Rover), enfrentando desde o calor escaldante e empoeirado do deserto de Dubai até as temperaturas congelantes do norte da Suécia. Para as condições de inverno, a Jaguar levou o F-Pace até o norte da Suécia, onde a temperatura no inverno fica entre -15ºC até os -40ºC. O local abriga uma pista de 60km, com diversos obstáculos como montanhas, inclinações, retas com alta velocidade e condições off-road no gelo.


Os obstáculos são ideais para ajustar os sistemas como o de tração nas quatro rodas, controle dinâmico de estabilidade e do revolucionário programa All Surface Progress Control. Do outro lado, a Jaguar levou o SUV até Dubai, os temperaturas ficam facilmente na casa dos 50ºC, na sombra. Com luz solar atingindo o veículo, a cabine pode atingir facilmente os 70ºC. Segundo a marca inglesa, mesmo nessas condições, todos os sistemas de entretenimento, as telas sensíveis ao toque e os controles de temperatura funcionam perfeitamente, em condições de calor e umidade. Em Dubai, o ciclo de testes do F-Pace tem o objetivo de aprimorar os sistemas de refrigeração do veículo sob carga muito alta, por meio de uma combinação de alta temperatura ambiente e baixo fluxo de ar. Entre os motores, a Jaguar deve oferecer o de quatro cilindros Ingenium, com o 2.0 Turbo de 240cv de potência e 3.0 V6 Supercharged de 340cv e 45,8kgfm de força são opções óbvias para o utilitário, que ainda pode ganhar uma esportiva R ou RS com o poderoso motor 5.0 V8 Supercharged, com potência entre 490cv e 550cv. O câmbio será sempre automático de 8 velocidades, da ZF.


Lamborghini deve lançar Huracán Roadster no Salão do Automóvel de Genebra 2016, na Suíça!


Depois do lançamento do Huracán em 2013, chegando ao Brasil em 2014, a Lamborghini prepara mais novidades para o seu super-esportivo de entrada. A versão Super Veloce (SV) deve ser apresentada possivelmente no fim do ano, com chances de aparecer no Salão do Automóvel de Los Angeles (EUA) em Novembro. Além dele, a Lamborghini deve apresentar a carroceria Roadster do Huracán, que faz sua World Premiere no Salão do Automóvel de Genebra em Março de 2016, na Suíça. O evento deve começar no dia 17 de Setembro, mas as primeiras imagens podem ser apresentadas um pouco antes da abertura do salão. Ainda não há detalhes a respeito do Lamborghini Huracán Roadster, mas é bem provável que a versão siga a mesma linha do modelo convencional, com direito a uma capota elétrica. Atualmente o Huracán oferece o motor 5.2 V10 que entrega 610cv de potência e torque de 57,1kgfm, acoplado a um câmbio automático de 7 velocidades, com dupla embreagem. Com o atual motor, ele acelera de 0 a 100km/h em 3,2 segundos, atingindo 325km/h de velocidade máxima.


Fonte: Motor Trend
Projeção: RM.Design e X-Tomi Design

Audi deve apresenta tecnologia OLED de faróis durante Salão do Automóvel de Frankfurt, em Setembro!


A Audi confirmou que durante o Salão do Automóvel de Frankfurt, em Setembro, a tecnologia dos faróis de OLED, que deve se tornar uma nova tecnologia da iluminação automotiva. Depois dos faróis com LEDs, Full LED e a Laser, a Audi deve apresentar os faróis Matrix OLED, que segundo a marca de luxo alemã, proporcionam um nível de homogeneidade da iluminação antes inalcançável, abrindo novas oportunidades criativas para o design. Os faróis OLED combinam engenharia de alta tecnologia e design, onde projetos iniciais estão em andamento atualmente para implementar a tecnologia OLED também nas lanternas. Elas serão mostradas pela primeira vez em um novo conceito da Audi durante o evento alemão. O significado de OLED, em inglês, significa “diodos orgânicos emissores de luz” (organic light emitting diode). Em cada unidade OLED, existem dois eletrodos, dos quais pelo menos um deve ser transparente – incorporam inúmeras camadas finas de materiais semicondutores orgânicos. Uma baixa tensão DC (corrente contínua), entre 3 a 4 volts, ativa as camadas, cada uma com espessura de menos de um milésimo de um milímetro, para acendê-las. Com o Matrix OLED, a Audi cria novas possibilidades de iluminação e aumenta o leque de design, abrindo novas formas para a criação dos designers.


Auto Artigo #42: para apagar o passado do 1.0 16v Turbo, Volkswagen faz do zero o 1.0 12v TSI Flex do up!


Lá se vão 15 anos desde o último motor turbo para um carro de entrada da Volkswagen. O primeiro, lançado em 2000 para a linha Gol e Parati era um 1.0 16v a gasolina que entrega 112cv de potência e 15,8kgfm de torque, disponíveis a 5.500rpm, era a evolução da Volkswagen nos motores, além de forma de se safar do IPI, que era menor para carros com motor de 1 litro. Na época, a falta de leitura do manual do proprietário ou por erro da Volkswagen de informar o dono que precisava usar um tipo específico de óleo (para motores 16v e não de 8v como a maioria dos donos do Gol Turbo usavam) fizeram esse motor pegar fama de problemático e de alta desvalorização. Mas o Gol 1.0 16v Turbo tinha desempenho de carro com cilindrada maior, como 1.6 e 1.8. O motor saiu de cena em 2003. Mas em 2015 a Volkswagen larga na frente mais uma vez com o 1.0 12v TSI, também turbo, mas que desenvolve 105/101cv de potência e torque de 16,8/16,8kgfm de força. Dessa vez, segundo a Volkswagen, a história é totalmente diferente. Para apagar essa parte da história, o motor 1.0 12v TSI tem 90% dos componentes novos em relação ao 1.0 12v MPI.


Segundo Roger Guilherme, gerente de engenharia de motores, da Volkswagen, isso foi necessário para dar resistência: "não queremos essa história de que motor turbo não tem durabilidade. Esse nosso turbo foi todo pensado para ter robustez". Para receber a motorização, o up! foi muito modificado em amortecedores, transmissão e freios. A olho não se nota diferença, mas o carro teve que crescer 40 milímetros na dianteira para acomodar o intercooler. Segundo Roger, a performance desse motor corresponde à de um motor 1.8 convencional. Mas  o "pulo do gato" é ter ótimo desempenho com baixo consumo de combustível. Segundo a Volks, o up! tornou-se o carro mais econômico do Brasil, de acordo com o programa de etiquetagem do Inmetro. Ele é 20% mais econômico que o 1.0 12v MPI, que já é bem conceituado por ser bastante econômico. Com essa nova era dos motores turbos, a Volkswagen quer esquecer o passado. Até por que, a marca parece que aprendeu com os erros. Para um motor ser robusto, ele precisa de investimentos e novos componentes capazes de durar. É o que acontece com o 1.0 12v TSI.


quarta-feira, julho 29, 2015

Volkswagen Fox/CrossFox pode assumir a ponta na VW em Julho, a frente do Gol e no acumulado acirra a briga!


O Volkswagen Gol vive um dos seus piores momentos da carreira no quesito "concorrência". Até mesmo a concorrência interna tem feito o hatch da Volkswagen perder a liderança dentro da marca, uma vez que o Fox/CrossFox se encaminha para a liderança dentro da marca alemã nesse mês. Na primeira quinzena ambos ficaram empatados com 3.399 unidades, mas o hatch altinho acabou se saindo melhor na segunda parte da quinzena., por uma diferença mínima. Assim, 6.161 unidades do Fox/CrossFox foram vendidas contra as 6.153 unidades do Gol, ou seja, separados por apenas 8 unidades. No acumulado de 2015, o Gol dá o troco ao emplacar 51.057 contra 49.222, uma diferença de apenas 1.835 unidades. Também pudera. O Fox e o CrossFox receberam importantes novidades nos últimos 12 meses, como o face-lift, que melhorou seu design externo e interno, o novo motor 1.0 12v Flex adotado como motor padrão nas versões básicas do compacto e a recente central multimídia vendida como opcional nas versões intermediárias e de série nas topo de linha, uma das mais modernas do segmento fizeram o Fox/CrossFox uma compra mais coerente dentro da própria Volkswagen. Ao Gol, resta as vendas diretas e uma boa reformulação, como uma nova geração, que cairá como uma luva no velho "campeão de vendas".


Honda HR-V volta a liderança do segmento de SUVs Compactos em Junho e briga com Jeep Renegade esquenta!


A briga com o Honda HR-V e o Jeep Renegade pela liderança do segmento de SUVs Compactos estão soltando faíscas nos últimos dias. Desde o início desse mês, o Jeep Renegade começou a mostrar um desempenho superior em relação ao Honda HR-V, que chegou a ultrapassar o japonês. No entanto, as vendas do Jeep Renegade parecem que se estabilizaram novamente, enquanto o HR-V parece que voltou a vender bem e tem vendido por dia, cerca de 250 unidades, contra as 150 diárias do Renegade. Até ontem (29/07), o Honda HR-V vendeu 3.386 unidades, contras as 3.349 unidades do Jeep Renegade, uma diferença de 37 unidades a favor do nipônico. Outra briga que vem esquentando, mas de modo mais frio é a do Renault Duster e Ford EcoSport. Depois de perder a liderança no acumulado, o Ford ainda pode perder a vice-liderança para o Renault, ambos separados com uma diferença de 738 unidades a favor do EcoSport. O Duster vendeu no mesmo período, 2.729 unidades contra 2.391 unidades do EcoSport. Julho se encaminha para o fim e deve se tornar mais um mês com o Ford EcoSport amargando a quarta colocação, seguido de bem mais longe por Hyundai Tucson com 1.105, Chevrolet Tracker com 741 unidades e Peugeot 2008, amargando a última colocação com 630 unidades emplacadas.