sábado, outubro 31, 2015

Mitsubishi ASX deve descer de degrau e virar um SUV Compacto já em 2016, na sua segunda geração


A nova geração do Mitsubishi ASX deve se tornar um SUV Compacto. A confirmação veio do Salão do Automóvel de Tóquio e revela que a Mitsubishi deve reposicionar o SUV de categoria, de Médio para Compacto. A nova geração do ASX deve ser apresentada em 2016, podendo ser produzida no Brasil até o fim de 2017 para substituir o finado Pajero TR4, numa faixa de preço que vai de R$70.000 a R$90.000. A ideia da Mitsubishi é colocar o ASX para ser rival de Renault Captur, Honda HR-V e Jeep Renegade, entre outros. Sobre a futura geração do ASX, o conceito eX Concept dita o seu futuro. Apresentado no início desse mês, o eX Concept mede 4,24 metros de comprimento, dimensão que o enquadraria no segmento que mais cresce no mundo atualmente. Atualmente o modelo fica entre um médio e um compacto, ao menos no tamanho. A ideia é que a Mitsubishi de trabalho para o Nissan Juke na Europa, para o Jeep Renegade nos Estados Unidos e, futuramente, também de dor de cabeça para o Honda HR-V no Brasil. Aliás, Juke Nismo que se prepare, pois o nome Evolution passará a estampar a carroceria do ASX, em uma futura versão esportiva. A Mitsubishi, vale lembrar, já deixou claro em várias ocasiões que o investimento no lançamento de crossovers é providencial para o crescimento da marca e no Brasil a nova geração do ASX será uma peça fundamental para o crescimento.


Face-lift do Ford EcoSport brasileiro pode deixar de lado o estepe na traseira em favor da praticidade


O ano de 2016 deve ser agitado para a Ford no Brasil. Além de novas gerações, a marca do oval azul ainda terá face-lifts para lançar no mercado brasileiro. Um deles é do Ford EcoSport. O SUV Compacto que tinha apenas o Renault Duster como único grande rival foi bombardeado em 2015 com a invasão de novos representantes e sua liderança foi por água abaixo. O EcoSport deve receber novos faróis, grade, para-choque dianteiro e traseiro, lanternas, rodas, tampa do porta-malas entre outros. O interior deve ganhar nova central multimídia Sync, novo volante e detalhes do painel de melhor qualidade. A Ford ainda espera que o EcoSport traga mais praticidade e pode adotar a mesma ideia da Ford Europa em abandonar o estepe traseiro e adotar uma nova tampa do porta-malas, que adotaria a placa e receberia um design mais limpo. Além de mais prático, diminui o risco de furto de estepe e em caso de acidente, deixa o reparo mais barato. A porta do porta-malas ainda abriria na horizontal, mas o empecilho do estepe não estaria mais ali e sim no assoalho do porta-malas, onde sempre deveria ter ido. A motorização de entrada ainda deve ser substituída. Sai de cena o atual 1.6 16v Flex para dar lugar ao 1.0 12v EcoBoost que deve desenvolver até 125cv de potência, mas que deve ser Flex ou 1.5 12v Turbo Flex que desenvolvia cerca de 135cv de potência, com opção de câmbio PowerShift, como o modelo atual. Tudo para voltar a ser atraente para o consumidor, que já não enxerga o estepe pendurado com bons olhos.


Zotye volta a oferecer o TAC Stark, que é vendido sob encomenda por R$89.900 no mercado brasileiro


A Zotye fez com que a TAC Motors voltasse a oferecer o Stark no mercado brasileiro. Projeto 100% nacional, a TAC foi comprada pela Zotye na semana passada e a marca de origem chinesa já voltou a oferecer o Stark por encomenda por R$89.900. O preço se torna até mais atraente pelo simples motivo que com a Zotye, o Stark ficou R$8.880 mais em conta. Além disso, pesa a favor do Stark o rival mais próximo sai por R$110.900, que é o Troller T4, que briga pela liderança do segmento com o Suzuki Jimny unidade a unidade. Apresentado pela primeira vez no Salão do Automóvel de São Paulo de 2008, o projeto nunca foi adiante e as vendas iniciais não foram animadoras. O jipe conta com motor 2.3 Diesel da FTP que desenvolve 127cv de potência e 30,6kgfm de torque, acoplado a um câmbio manual de 5 marchas. A tração é integral e conta com bloqueio de diferencial do eixo traseiro, além de suspensão independente. Entre os itens de série, o TAC Stark oferece direção hidráulica, ar-condicionado, vidros, travas e retrovisores elétricos, farol de neblina e volante com regulagem de altura. Como itens opcionais, a TAC oferece GPS, snorkel, guincho, faróis auxiliares e cinto de segurança de cinco pontos. As vendas são sob encomenda e o preço é de convidativos R$89.900.


Face-lift do Volkswagen Golf, que será apresentado em 2016, será apresentado como oitava geração


A oitava geração do Volkswagen Golf, antes esperada para 2018, parece que deve ser adiada. Apesar da sétima geração ter sido apresentada em 2012, a "nova geração" do hatch médio deve ser apresentada como uma evolução da sétima, assim como aconteceu com a sexta sobre a quinta geração. Entre as novidades da "oitava geração", o Golf deve receber motor 1.0 12v TSi associado a um motor elétrico, movido com bateria de chumbo-ácido para armazenar a energia recuperada. Esse modelo deverá entregar consumo médio de cerca de 21,3km/h. Além disso, o Golf 2017 será equipado com um sistema de entretenimento com controle de gesto, herdado do Golf Touch Concept, com tela sensível ao toque de 13" e outra tela menor para os comandos do ar-condicionado, além de um painel de instrumentos digital com tela de 8". Finalizando as novidades da "oitava geração", o Golf deve ganhar uma atualização na plataforma MQB, a fim de forma a reduzir custos. No design, as novidades ficam por conta da dianteira e traseira, com ares da nova geração do Passat e do Tiguan, tanto externamente como internamente. Na motorização, as mesmas opções seguem sendo oferecidas. No Brasil, o upgrade da sétima geração deve desembarcar em 2017, com produção nacional em São José dos Campos (SP).


Fonte: AutoCar
Projeção: AutoBild

Porsche convoca 462 unidades do Macan no Brasil para recall com possível vazamento de combustível


A Porsche está convocando 58.881 unidades do Macan no mundo para o possível vazamento de combustível. No Brasil, 462 unidades foram afetadas nas versões S e Turbo S. O chamado preventivo de substituição para a tubagem de baixa pressão do combustível, que pode vazar combustível. A tubagem fica no cofre do motor e o chamado acontece após reclamações dos proprietários a respeito de vazamentos de combustível. Segundo a Porsche em seu comunicado oficial, "os modelos a gasolina podem apresentar problemas no sistema de combustível, gerando vazamentos em baixa pressão que podem atingir o compartimento do motor. Com isso, é necessária a troca do conduto correspondente.". Para reparar o problema, o condutor da linha de combustível será substituído, com tempo estimado de aproximadamente uma hora e sem custo ao proprietário. Todos os 58.881 proprietários no mundo e 462 no Brasil serão comunicados individualmente pela Porsche para o agendamento do reparo, que é gratuito. Best-Seller de vendas da Porsche no Brasil, o Macan atualmente é vendido a partir de R$319.900. Para maiores informações, acesse o site da Porsche Brasil (http://www.porsche.com.br/).


Versão Limited Edition do Jeep Renegade deve oferecer motor 1.8 16v Flex e 2.0 16v Turbo Diesel


A série especial Limited Edition deve chegar em breve no mercado e alguns detalhes sobre a nova versão já estão sendo veiculados. Baseada na atual versão topo de linha do SUV Compacto, a Longitude, a Limited Edition deve oferecer apenas novos itens de série, mas sem novidades visuais como a versão Limited oferecida em outras países, que traz detalhes cromados na carroceria. A série especial ainda será oferecida com motor Turbo Diesel e não só com o Flex como era estimado. Entre as novidades dessa versão estão itens de série como novas rodas aro 18" polegadas, bancos de couro e 5 airbags adicionais (laterais, de cortina e de joelho, para o motorista), que se somam aos dois frontais de série, totalizando 7, quadro de instrumentos com tela configurável de 7" polegadas (opcional), bancos em couro, teto preto, entre outros. Além dos itens de série da versão, estará disponível um pacote pelo custo de aproximadamente R$14.500, que acrescenta painel digital configurável de 7" polegadas e outras tecnologias. O motor será 1.8 16v Flex que desenvolve 132/130cv de potência com torque de 19,1/18,6kgfm de força, acoplado com câmbio automático de 6 velocidades por R$89.900. Há ainda a motorização 2.0 16v Turbo Diesel que desenvolve 170cv de potência e 35,7kgfm de torque, acoplado com câmbio automático de 9 velocidades e tração 4x4 por R$121.900.


Honda suspende o início da produção em pré-série da fábrica de Itirapina (SP) com atual momento do mercado


A fábrica de Itirapina (SP), que começaria a fabricar as primeiras unidades em pré-série em Dezembro desse ano, teve atraso e começaria a operar no primeiro trimestre de 2016. Agora a Honda diz ter suspendido o início da fabricação em pré-série na nova fábrica. A suspensão é por tempo indeterminado e revelou que uma “nova data será definida de acordo com a evolução do mercado”. Apesar de ser uma das únicas do Top Ten a crescer em 2015 com a chegada do astronômico HR-V, a Honda vê as dificuldades atuais do setor automotivo, que fizeram com que a marca revesse o cronograma da nova fábrica, que ampliaria a capacidade de produção da empresa no Brasil. Com as previsões para o ano de 2016 estagnadas, a Honda prefere deixar apenas a fábrica de Sumaré (SP) atualmente operando e garante que esta dará conta de suprir a demanda. A Honda esclarece que os investimentos previstos para o projeto de Itirapina estão mantidos e seguem sendo realizados de acordo com o cronograma estabelecido, bem como os planos de atualização de sua linha de produtos. Em 2016 a marca nipônica deve apresentar a nova geração do Honda Civic e garantiu o motor 1.5 16v i-VTEC Turbo para o sedã médio recentemente, além dos novos motores 1.0 e 2.0 i-VTEC Turbo. A fábrica de Itirapina começaria fabricando o Fit e posteriormente o City.


Land Rover já testa quinta geração do Discovery, que será apresentada em 2016, ganhando ares inaugurados pelo Evoque


Depois de confirmar que a linha Discovery ganharia novos modelos, a Land Rover apresentou o Discovery Sport como substituto do Freelander e até o momento o Discovery 4 não tinha ganhado rumo. Mas agora parece que finalmente o Discovery ganhará a quinta geração e será chamado de "Discovery 5". Depois de quase um ano do lançamento do irmão menor de batismo, o Discovery finalmente mudará bruscamente. O utilitário deve receber a maior mudança visual desse século e o design será muito parecido com o dos irmãos lançados recentemente. Sai de cena a carroceria alta e com estilo "quadradão" para ser substituída pelas linhas inaugurados pelo Range Rover Evoque. No fim das contas o Discovery deve se aproximar do Range Rover Sport. O teto continuará sendo alto, com um ressalto na parte traseira, mantido por ser uma tradição desde a primeira geração apresentada em 1989. Mas nessa geração ele terá um função mais lógica. Deve acomodar sete ocupantes com o máximo de conforto possível. Na traseira, é possível ver lanternas retangulares estreitas altura, porém generosas no comprimento, tanto que invadem a lateral e a tampa do porta-malas. A plataforma deve ser a mesma que é utilizada pelo Jaguar XE e pelo irmão de batismo Discovery Sport. A iQ[Al] é feita em alumínio e deve trazer os motor Ingenium, o que deve reduzir o peso.


Fotos: KGP Photography

Nova geração do BMW Série 5 tem primeiras imagens do interior reveladas em flagra de site


Com as novas gerações de Mercedes-Benz Classe E e Audi A6 sendo projetadas, enquanto a nova geração do Jaguar XF já está entre nós, a BMW corre para apresentar no início ou no fim de 2016 a nova geração do Série 5. O sedã grande da marca foi flagrado pelo site BMWBlog e suas primeiras imagens do interior foram flagradas. O Série 5 deve se inspirar no Série 7 e apresentar um interior com design classudo. Parcialmente revelado, o interior do Série 5 tem semelhança com do irmão maior. O flagrante revela o volante, comandos do ar-condicionado e tela LCD flutuante bastante parecidos com os do novo Série 7. É provável que o modelo também receba o cluster configurável com tela de 12,3″ polegadas. O novo Série 5 também deve ganhar a última geração do sistema iDrive com tela touch screen e capacidade para reconhecer gestos do condutor, já apresentado no Série 7. O sistema multimídia ainda deve oferecer Apple CarPlay, sistema de som surround Bowers & Wilkins Diamond, roteador Wi-Fi e carregamento de celular sem fio.Com provável lançamento no segundo semestre de 2016, sua chegada é esperada para o próximo Salão do Automóvel de Frankfurt e deve ser apresentado as carrocerias sedã e station wagon. Nessa geração o sedã ainda deve ganhar motorização híbrida. Para reduzir o peso, a BMW aposta em materiais com fibra de carbono e nova plataforma.


Fotos: BMWBlog

Nissan apresenta Teatro for Dayz Concept no Salão do Automóvel de Tóquio, no Japão, para "troca de experiências"


A Nissan está apresentando no 44º Salão ao Automóvel de Tóquio, no Japão, o Teatro for Dayz Concept, um furgão de dimensões compactas. Trata-se do primeiro conceito que segue a nova geração, chamada de "nativos digitais". Esses consumidores estão acostumados com as transformações possibilitadas pela tecnologia e a liberdade de utilizar dispositivos digitais para o compartilhamento de experiências. Segundo o diretor executivo de Design da Nissan, Satoshi Tai, “Para desenhar um carro com apelo para a geração que chamamos de ‘nativos digitais’ tivemos de abrir mão de conhecimentos e abordagens testadas e já consideradas verdades que tínhamos acumulado”. “Por exemplo, através do design, normalmente tentamos transmitir uma sensação de aceleração, potência ou a qualidade suprema. Mas estes valores não ressoam com os compartilhadores nativos. Estes traços de carro apenas chamam a atenção para a tecnologia antiquada que tem pouca relevância para suas vidas”. O Teatro for Dayz possui em seu interior, uma tela branca no lugar no painel, que permite a troca de experiências, sendo a marca nipônica. Isso proporciona liberdade de criação. Ainda no interior, a aparência pode ser modificada de acordo com a vontade de cada um, graças a tecnologia de exibição de imagens, onde bancos giratórios, encostos de cabeça, revestimento das portas e painel de instrumentos se tornam telas em movimento. Segundo Tai, “o interior pode ser alterado visualmente, de acordo com o humor do usuário, seja para jogar games, ou para surpreender seus amigos em um piscar de olhos”. Por oferecer apenas direção e painel de instrumentos, a Nissan adotou sistemas por comando de voz e movimento para sistema de som e ar-condicionado.


sexta-feira, outubro 30, 2015

Com isenção do governo, BMW i3 fica R$56.000 mais em conta e tem seu preço reduzido para R$169.950


Primeiro automóvel 100% elétrico da BMW no mundo, o i3 desembarcou no Brasil em 2014 para tentar mudar a cabeça do brasileiro e mostrá-lo que carro elétrico pode ser uma alternativa, mas uma alternativa cara demais para os nossos padrões. Até então ele era vendido por R$225.950 e esse ano teve redução para R$199.950 e agora já é possível encontrá-lo por R$169.950, ou seja, uma redução de R$56.000 desde o seu lançamento. Enquanto a versão de entrada Rex sai por R$169.950, a Rex Full sai por R$179.950. Mas, graças a isenção total de impostos para automóveis elétricos com autonomia acima de 80km, o i3 conseguiu ficar bem mais atraente no mercado. Vendido nas versões Rex e Rex Full, o i3 conta com motor elétrico que desenvolve 170cv de potência e 25,5kgfm de força. Vai de 0 à 100km/h em apenas 7,9 segundos, com velocidade máxima de 150km/h. Segundo a BMW a autonomia é de 160km no modo Comfort, que pode ser ampliada para 200km no modo Eco Pro+, que desativa algumas funções, como o ar-condicionado e diminui a velocidade máxima. Além do motor elétrico há outro motor, de 647 cilindradas e dois cilindros que rendem 34cv de potência, que possui uma autonomia de 300km. Segundo a BMW o i3 leva pouco tempo para ser carregado. Cerca de 30 minutos na tomada ele já possui cerca de 80% da bateria carregada, o que é muito bom. Desde a versão básica, o i3 conta com possui como itens de série, rodas de 19", faróis em LEDs, sistema de navegação, ar-condicionado automático, sensor de estacionamento traseiro, controle de cruzeiro, 6 airbags, assistente anti-colisão com ativação dos freios, controle de estabilidade e tração, teto solar, sistema de som Harman Kardon e soquetes A/C e D/C. Desde Janeiro foram vendidas 25 unidades do hatch.


Nova geração do Hyundai Elantra será apresentada no Brasil em Julho de 2016 e produção nacional não está descartada


A nova geração do Hyundai Elantra, apresentado em Setembro, deve desembarcar no mercado nacional já em Julho de 2016, segundo a revista Auto Fácil. A nova geração do sedã médio sul-coreana deve desembarcar primeiramente importado e futuramente pode ser produzido na fábrica de Anápolis (GO). Em sua sexta geração, o Elantra cresceu 20mm mais longo e 25 mm mais largo que o modelo anterior, que na prática se reflete em mais espaço interno. O acabamento interno também tem melhores materiais, o que deve aumentar o seu preço. O interior lembra muito a nova geração de Sonata e Tucson, com todos os comandos voltados ao motorista. Nos termos mecânicos, a Hyundai diz que a suspensão foi reconfigurada para ter melhor conforto de rodagem e dirigibilidade. A direção está mais direta, mais leves em manobras e firme em velocidades mais elevadas. O isolamento acústico também foi melhorado e o coeficiente aerodinâmico é de 0,27Cx. Entre os novos itens de série há ar-condicionado dual zone, central multimídia com Car Play e Android Auto, bem como sistema de som JBL com 8 alto-falantes e novo volante multifuncional. Na mecânica, o novo Elantra pode receber o motor 1.6 T-GDi Turbo, que desenvolve 175cv de potência, com injeção direta de combustível e câmbio automático de dupla embreagem e 7 velocidades. Por aqui ele pode manter o motor 2.0 16v Flex que desenvolve 168/157cv de potência com torque de 20,6/19,2kgfm de força, com câmbio automático de 6 velocidades, mas isso ainda deve ser estudado pela CAOA, uma vez que a nova geração do Tucson pode receber os novos conjuntos. Com uma possível produção nacional, o sedã médio ganharia novas versões mais simples, melhorando sua competitividade.


Nova geração do Kia Optima deve ser lançada no mercado brasileiro em Janeiro de 2016


Apresentado no último Salão do Automóvel de Nova Iorque, a nova geração do Kia Optima deve ser apresentada no mercado brasileiro em Janeiro de 2016. Na nova geração, o Optima se destaca por apresentar um design mais sofisticado e moderno, trazendo detalhes futuristas mas sem perder a identidade da Kia e do sedã. Mais largo, o Optima se destaca com a grade dianteira dando continuidade ao estilo "Tiger Nose". Entre os destaques dessa nova geração estão no salto de qualidade construtiva da cabine, além de receber novos bancos dianteiros que podem ser revestidos de tecido, couro e Nappa. Entre os itens de série que mais se destacam na nova geração estão o controle de cruzeiro adaptativo, detector de pontos cegos, frenagem de emergência autônoma e faróis HID entre outros. Entre as opções de motorização estão o 1.6 Turbo que desenvolve 180cv de potência e 26,9kgfm de torque, associado a um câmbio automático de dupla embreagem e 7 velocidades (DCT). Há ainda, outros dois propulsores: o 2.4 GDI e 2.0 GDI Turbo, que são os mesmos da geração anterior e vão acabar desenvolvendo 185cv e 247cv, respectivamente, com o mesmo câmbio automático. Para o Brasil, o Optima deve usar o motor 1.6 Turbo e 2.0 Turbo, para tentar bater de frente com o Ford Fusion e conseguir pelo menos a segunda colocação do segmento. Os preços devem ficar na casa dos R$110.000.


Após 308, Peugeot deve lançar 408 reestilizado no Brasil no mês de Novembro, com novidades visuais e mecânicas


Depois da Peugeot apresentar o face-lift do 308 "latino-americano", se aproxima da vez do 408. Apresentado no Salão do Automóvel de Buenos Aires, o sedã médio da marca do leão ganha novidades visuais, mecânicas e de conteúdo. O face-lift de meia-vida deve trazer novos faróis e lanternas com LEDs, além de novos para-choques dianteiros - com luzes diurnas de LEDs - e traseiros, novas rodas de liga leve, nova grade dianteira, novo capô no exterior. No interior, as novidades ficam por conta da central multimídia com conectividade Android Auto e Apple Car. Há ainda novos quadro de instrumentos, teto panorâmico e volante em couro de série. Os bancos também possuem novos revestimentos. A suspensão também recebeu ajustes, com novas articulações associadas às novas calibrações nos amortecedores dianteiros e traseiros. Na mecânica, o sedã ganha mudanças apenas no 1.6 THP, que passa a ser Flex e adota um novo câmbio automático de 6 velocidades, mais leve e com trocas mais rápidas. O 1.6 THP Flex desenvolve 173/166cv de potência, mas sempre com torque de 24,5kgfm. O motor 2.0 16v Flex continua sem alterações. O 408 também deve ganhar os botões Push Eco para otimizar o consumo de combustível e o botão Sport para condução mais arrojada. Fabricado em El Palomar, na Argentina, o 408 atualmente vendido no Brasil custa a partir de R$74.990 na versão Allure. Na Argentina o sedã médio ganhou a opção de versão Active, mais simples, que pode ser oferecida no mercado brasileiro. Os preços devem partir de R$75.000.


Nissan confirma a vinda do GT-R ao Brasil em 2016, sendo vendido nas versões Standard e Nismo


Quando a Nissan apresentou o GT-R no Salão do Automóvel de São Paulo de 2014, poucas pessoas sabiam da real intenção da Nissan em importá-lo ao país. Os rumores aumentaram no primeiro semestre desse ano e nós até cogitamos a vinda do super-esportivo ao país. Agora, a confirmação vem do Salão do Automóvel de Tóquio. Executivos da Nissan confirmaram a importação oficial do GT-R, mas apesar de não estimar datas, o super-esportivo deve chegar no país no primeiro semestre de 2016. Segundo o executivo José Luiz Valls, presidente da Nissan na América Latina, “Estamos felizes em anunciar o início das vendas do GT-R em 2016, uma vez que Brasil é o país mais importante para nossas operações na América Latina. A Nissan tem tradição de performance e tecnologia, com quebras de recordes, ao passo em que o Brasil também tem afinidade por supercarros e histórico de campeões em diversas categorias como Fórmula 1 e Fórmula Indy, então é uma boa notícia ter um puro sangue das pistas no país”, em entrevista concedida ao UOL. O importado deve ser o mesmo que foi apresentado aos brasileiros em 2014. O GT-R que veio ao Salão do Automóvel contava com o bruto motor 3.8 V6 biturbo que rende 545cv de potência e torque de 63,7kgfm de força, associado a um câmbio automatizado de 6 velocidades com dupla embreagem. As versões Standard e Nismo devem ser importadas. O GT-R será vendido sob encomenda e deve ser o automóvel de imagem da marca e terá preços na casa dos R$800.000. Vem, Godzilla!


Citroën apresenta o C4 Lounge S na Argentina, que pode chegar ao mercado brasileiro em 2016


A versão Sport do Citroën C4 Lounge pode ter decepcionado muita gente. Apresentado pela primeira vez em uma versão conceitual no último Salão do Automóvel de São Paulo de 2014, o C4 Lounge ganharia uma versão Sport com adereços de design, mais esportivos e câmbio manual, auxiliado pelo motor 1.6 THP Flex, que poderia ganhar um certo ânimo. Mas nada disso aconteceu. A Citroën está apresentando nessa semana o C4 Lounge S, que oferece motor 1.6 THP acoplado a um câmbio manual de 6 marchas. O sedã médio pode ser equipado com um "kit" que deixa o visual um pouco mais esportivo. Entre eles estão as rodas de liga leve aro 17″ polegadas exclusivas, dupla saída de escape com ponteira cromada, capas dos retrovisores cromadas e acabamento personalizado nos bancos, forros das portas e painel. Na mecânica, o C4 Lounge usa o conhecido motor 1.6 THP que desenvolve 165cv de potência e torque de 24,5kgfm, acoplado com o inédito câmbio manual de 6 marchas. Entre os itens de série, a versão S oferece airbag duplo e freios ABS, mas não oferece controles de estabilidade e tração. A lista de itens ainda conta com ar-condicionado dual zone, sistema multimídia com tela de 7″ polegadas e navegação GPS, sensor de estacionamento traseiro, ISOFIX, entre outros itens. ainda não se sabe se essa versão deve chegar ao Brasil em 2016.


Volkswagen apresenta teaser do up! TSi de duas portas para o evento Bubble Gun Treffen


A Volkswagen está apresentando duas imagens do conceito que estará presente no evento Bubble Gun Treffen, que sempre reúne os fãs da marca alemã. Essa é a segunda vez que o hatch popular da Volkswagen ganha um conceito para participar do evento. Isso também aconteceu em 2014, quando a VW apresentou o up! com um estilo mais vintage. O encontro acontece em Águas de Lindóia (SP) e deve apresentar o conceito nesse Sábado (31/10). Segundo Luiz Alberto Veiga, diretor de Design e Package da Volkswagen na América do Sul, “O up! conceitual deste ano teve uma proposta diferente da do modelo do ano passado, que era mais ‘vintage’. Agora é um TSi com carroceria de duas portas. Um esportivo de verdade. Um veículo pensado para o público do Bubble Gun Treffen. É um carro artesanal, com o espírito desse evento e com muitas exclusividades”. A sétima edição do evento deve marcar por trazer um unidade especial do up! equipado com motor 1.0 12v TSi Flex, onde deve ter pintura fosca branca e sem verniz. Há ainda rodas de liga leve aro 18″ polegadas, teto solar, difusor traseiro, capa de espelhos e defletor serão pintados na cor chumbo. Película que imita fibra de carbono na tampa traseira e no brasão do para-choque dianteiro completam as novidades. O motor é o 1.0 12v TSi Flex que desenvolve 105/101cv de potência e torque de 16,8kgfm, com câmbio manual. O evento ainda contará com a presença do Golf GTE e o evento começa hoje (30/10) e se estende até dia 02 de Novembro na Praça Adhemar de Barros, rua São Paulo em Águas de Lindóia (SP). A entrada é franca.


Lexus apresenta o conceito LF-FC Concept no Salão do Automóvel de Tóquio, que indica futuro do LS


Eis o conceito que dita o futuro do topo de linha LS. Apresentado ainda como conceito no Salão do Automóvel de Tóquio, no Japão, casa da Lexus, o conceitual LF-FC Concept, um sedã de linhas futuristas que indicam o futuro do LS. Com proporções "gigantes", o sedã conceitual mede 5,30 metros de comprimento, 2 metros de largura e 1,41 metro de altura, incorpora a nova filosofia de design da Lexus. Na dianteira, destaque para a ampla grade dianteira, com desenho diferenciado. Os faróis são de LEDs e as lanternas possuem formato de bumerangue, com ares flutuantes. As rodas são de liga leve, feitas de alumínio e fibra de carbono reforçada de plástico, com aro de 21" polegadas. De acordo com a fabricante, o protótipo apresenta teto inclinado que dá remete a um cupê de quatro portas. No interior, destaque para as duas telas touch screen, que substitui a grande parte dos botões. Assim como o principal rival, mas da BMW, o Série 7, o conceito da Lexus conta ainda um sistema que reconhece os gestos do motorista. Na mecânica, o conceito é equipado com tração integral com sistema de célula de combustível no eixo traseiro e motores convencionais no eixo dianteiro. Segundo a Lexus, o LF-FC Concept é equipado com um “sistema de acionamento inovador”, que permite distribuição de torque entre as quatro rodas, permitindo uma condução superior. A nova geração deve ser apresentada em 2016, em algum momento do ano.


Subaru apresenta o exclusivo WRX STI S207 no Salão do Automóvel de Tóquio, mas é exclusivo do Japão


A Subaru está apresentando no mercado japonês o WRX STI S207, versão especial do sedã médio esportivo. Apresentado no Salão do Automóvel de Tóquio, o WRX STI S207 é especial do mercado japonês e tem produção limitada de 400 unidades. O novo modelo chega para se posicionar como a variante mais potente da linha, graças a uma nova central eletrônica e alterações em componentes do turbocompressor do motor 2.0 Turbo Boxer. Com a nova reprogramação, o motor desenvolve 328cv de potência e torque de 43,9kgfm. Isso significa um aumento de 20cv de potência e 3,8kgfm de torque em relação ao WRX STI original. O conjunto apresenta ainda um silenciador com desempenho reduzido a pressão de retorno acoplado a um novo tubo de escape traseiro. Entre as novidades dessa versão há ainda amortecedores Bilstein, conjunto de freios Brembo, rodas BBS de 19" polegadas com pneus 225/35 R19, spoiler em fibra de carbono, nova grade dianteira, novo kit aerodinâmico, novo para-choque traseiro, painel de instrumentos exclusivo, botão de partida do motor, nova alavanca de câmbio e bancos dianteiros Recaro com aquecimento. A série especial pode ser adquirida nas cores amarela, azul e preta. Segundo a Subaru, 100 unidades serão da cor Yellow Edition que conta com NBR Challenge Package. Além da cor amarela, ele conta com retrovisores externos pintados de preto, novas saias laterais e soleira nas portas.


Papel de Parede: novo Kia Sorento e Audi TT Roadster


(Clique nas imagens para ver em tamanho maior)

Tamanho das Imagens: 1600x1200

Novo Kia Sorento


Novo Audi TT Roadster


quinta-feira, outubro 29, 2015

Yamaha apresenta o seu primeiro automóvel no Salão do Automóvel de Tóquio, o Sport Rider Concept


Assim como a Honda, que produz automóveis e motocicletas, a Yamaha se atreveu ao apresentar o Sport Rider Concept no Salão do Automóvel de Tóquio, no Japão. Focada em produzir apenas motos e instrumentos musicais, a Yamaha apresentou o conceito que usa carroceria de fibra de carbono e pesa apenas 750kg. O protótipo estuda caminhos visuais para um futuro esportivo cheio de curvas aerodinâmicas e porte avantajado. A carroceria mede apenas 3,90 metros de comprimento, 1,72 metro de largura e 1,17 metro de altura. O interior para dois ocupantes foi desenhado para ser envolvente e "reproduzir a relação entre piloto e motocicleta", nas palavras da própria Yamaha. A Yamaha não divulgou o sistema de propulsão do conceito Sport Ride Concept, que poderia ser o mesmo do conceito Motiv, que uniria um motor elétrico e um três cilindros 1.0 12v híbrido, sendo que o motor a gasolina desenvolva até 80cv. A marca também não deu números de performance ou eficiência. Outra provável chance é que o Sport Rider Concept seja um esportivo de motorização elétrica e que essa saída dupla do escapamento inexplicavelmente elevada seja apenas um detalhe visual. Ainda não se sabe se a Yamaha deve investir em automóveis.



Volkswagen volta a cogitar o motor 1.0 12v TSI para o Golf em uma provável versão Bluemotion


A Volkswagen ainda faz sigilo sobre a produção do Golf no Brasil. O que se sabe até então é que o hatch médio receba o motor 1.6 16v Flex e 1.4 TSI Flex, além do 2.0 TSI que permanece sendo vendido apenas com gasolina. O motor 1.0 12v TSI Flex, recentemente apresentado no up!, poderia ser uma opção ao hatch médio em uma possível versão "verde", que na linha Volkswagen é conhecida como Bluemotion. Caso essa versão for lançada no Brasil como foi na Europa, o Golf deve ter um desempenho dentro do esperado pelo motor 1.6, mas com consumo muito menor. No hatch popular o motor desenvolve 105/101cv de potência, mas sempre com torque de 16,8kgfm. No hatch médio, o motor desenvolveria mais de 115cv de potência e torque na casa dos 18kgfm, com câmbio manual. Com esse motor ele aceleraria de 0 a 100km/h dentro de 10 segundos e atingir a velocidade máxima de 204km/h. Ao que tudo indica, essa mesma versão pode ser oferecida no primeiro semestre de 2016, com produção nacional. Entre as novidades da versão Bluemotion para as demais estão grade dianteira, mais aerodinâmica e com a inscrição Bluemotion, spoiler traseiro usado pela versão GTI, pneus "verdes" com baixo atrito e freios multi-collision, diferencial XDS com bloqueio eletrônico. Os preços ficariam acima do 1.6 16v MSI e abaixo do 1.4 TSI, na casa dos R$67.000.


Fonte: Auto Esporte