sexta-feira, setembro 30, 2016

Lexus apresenta oficialmente o UX Concept no Salão do Automóvel de Paris, seu futuro SUV de entrada


A Lexus está apresentando no Salão do Automóvel de Paris por completo o UX Concept. Antecipado por dois teaser nessa última semana, o utilitário esportivo compacto deve ser apresentado já em versão de produção em 2017, sendo o irmão menor do NX. Reforçando o seu lineup de SUVs, que atualmente conta com NX e RX, o UX Concept também deve contar com design bastante ousado. O UX Concept conta com design ousado que abusa das linhas modernas em seu visual. O modelo chama a atenção logo de cara pela dianteira agressiva, com uma enorme grade e faróis afilados de LED, além do capô e das laterais com formas musculosas e a traseira pronunciada com lanternas de LED que formam uma única só peça. Tudo isso é resultado do trabalho do centro de design ED2 da empresa no sul da França. No interior, as novidades ficam por conta das duas seções distintas: a primeira conta com um painel voltado para o motorista com uma série de itens enquanto na traseira há um ar de trazer maior conforto, além de ter retrovisores externos substituídos por câmeras.


O espaço interno tem espaço para 4 ocupantes. Chama atenção o volante com raios duplos e três displays digitais no cluster, console central e na parte superior, onde parece ficar a multimídia. Pelo o que a imagem mostra, o UX Concept deve trazer sistema multimídia no console central que reproduzir imagens em alta resolução tridimensionais. A capa de vidro que parece proteger o local onde as imagens são reproduzidas é a primeira característica que se destaca no interior do carro. A fabricante diz que nela serão passadas as informações sobre o climatizador e opções de comando em 3D da central de infoentretenimento. O quadro de instrumentos atrás do volante revela que a tecnologia holográfica será instalada ali também. Na imagem há uma espécie de globo flutuante à frente do painel que também transmitirá informações sobre o carro. Outra novidade fica por conta das janelas eletrocrômicas que podem se escurecer caso seja identificada a necessidade de conter a claridade interna. O motor não foi revelado, mas possivelmente seja um híbrido.


Mercedes-Benz apresenta no Salão do Automóvel de Paris o Generation EQ Concept, com 500km de autonomia


A Daimler está apresentando no Salão do Automóvel de Paris o Generation EQ Concept, que deve dar uma breve ideia de como deve ser a nova família de automóveis elétricos EQ que deve competir com Tesla e a linha "i" da BMW. O Generation EQ Concept possui motor elétrico com propulsão de baterias de lítio. Todo tecnológico, o veículo traz uma carroceria com linhas arredondadas, teto com caimento inclinado, limpadores de para-brisa embutidos, câmeras no lugar dos retrovisores convencionais e portas sem maçanetas. No design, destaque para a pintura prateada batizada de “alubeam silver” e detalhes pela carroceria que indicam tratar-se de um carro totalmente elétrico. Há ainda um enorme teto panorâmico e rodas de 21 polegadas. No interior, destaque para um estilo mais minimalista quando equipado com amplo painel de instrumentos de 24 polegadas. Para deixar o layout ainda mais simples, praticamente todos os botões de comando dentro do carro são sensíveis ao toque. O volante de três raios incorpora duas telas digitais, enquanto as portas também trazem telas adicionais. O interior é amplo e conta com poltronas finas e painel digital com navegador Here 3D. Sob o capô, o Generation EQ Concept conta com motor elétrico de 400cv de potência e torque de 71,3kgfm, acelerando de 0 a 100km/h em menos de 5 segundos. A bateria de 70kWh possui 500km de autonomia. O conceito deve antecipar o futuro automóvel elétrico que deve ser lançado pela Mercedes-Benz até 2020 com a nova linha EQ, que ainda deve ganhar um sedã.



Hyundai apresenta RN30 Concept no Salão do Automóvel de Paris, alusão a futura versão esportiva do i30


Antecipado por teaser, a Hyundai está apresentando oficialmente o RN30 Concept, a versão esportiva do i30 que deve antecipar ainda uma futura versão N. Afinal, o RN30 nada mais é do que um hatch com aparência do i30, mas anabolizada, por para-lamas mais largos, linhas "musculosas" e repleto de tomadas de ar. Prova disso são as medidas. O esportivo é 3 centímetros mais largo e 8,4 centímetros mais baixo. As portas no estilo tesoura e os conjuntos óticos futuristas completam as mudanças. No interior, o RN30 Concept é muito semelhante ao modelo de competição, com direito a bancos tipo conha, volante de diâmetro pequeno e mostradores em uma pequena tela, que lembra um GPS. Sob o capô, o RN30 Concept conta com motor 2.0 16v Turbo que desenvolve 380cv de potência com torque de 46kgfm, com tração integral acoplado a um câmbio automático de embreagem. Como se não bastasse, o fabricante ainda instalou um diferencial limitado eletronicamente para melhorar a estabilidade e a tração nas curvas. Para reduzir o peso do conceito, a Hyundai adotou a fibra de carbono, mais leve que o aço e que deve melhorar o desempenho do hatch. Com o conceito, a versão conceitual deve indicar o futuro i30 N, que deve ser lançado em 2017.



Audi apresenta a segunda geração do Q5 no Salão do Automóvel de Paris, atração da marca no evento


A Audi chega com força no Salão do Automóvel de Paris e apresenta a segunda geração do Q5. O utilitário esportivo conta com design moderno e faz lembrar uma versão em miniatura do Q7. A segunda geração do Q5 fica maior, traz novos materiais e uma nova plataforma, que renderam que seu peso ficasse 90kg menor. No seu design, destaque para os novos faróis afilados com LEDs (ou tecnologia Matrix LED como opcional), que formam conjunto com a nova grade hexagonal, dotada de filetes horizontais e envolto em alumínio, além de para-choques com formato mais robusto, vincos marcantes na extremidade das maçanetas nas laterais e lanternas traseiras instaladas na tampa do porta-malas. No interior, o Q5 oferece um amplo espaço interno e que leva com conforto, cinco ocupantes. A nova geração ainda aposta na tecnologia, com central multimídia com tela de 7 ou 8,3 polegadas, compatibilidade com Apple CarPlay e Android Auto, conexões 4G LTE e WiFi hotspot e Audi Connect Services, sistema de som premium Bang & Olufsen, painel de instrumentos digital com tecnologia Audi Virtual Cockpit e tablets para os ocupantes traseiros.


Construído sobre a plataforma MLB, o novo Q5 mede 4,66 metros de comprimento, 2,82 metros de entre-eixos, 1,89m de largura e 1,66m de altura, com porta-malas que varia de 550 a 610 litros, podendo chegar a 1.550 litros com os bancos traseiros rebatidos. Na motorização, o Q5 conta com motor 2.0 TFSI que desenvolve 252cv de potência a gasolina e a linha TDi Turbo Diesel que conta com o motor 2.0 que oferece potências que variam de 150cv, 163cv e 190cv, além do motor 3.0 TDi que entrega 286cv de potência com torque de 63,2kgfm, acoplado a um câmbio manual de 6 marchas ou automático Tiptronic de 8 velocidades para o 3.0 TDi ou automatizado de dupla embreagem de 7 velocidades S-TRONIC, com opção de tração integral quattro. O modelo oferecerá também sistema de suspensão pneumática com auto nivelamento como opcional. O Audi Q5 de segunda geração será construído no México e deverá chegar ao Brasil em meados do segundo semestre de 2017.


Volvo lança V40 reestilizado no mercado brasileiro com preços que começam em R$129.900


A Volvo está lançando no mercado brasileiro o reestilizado V40. O hatch, vice-líder dentro da Volvo e terceiro Hatch Médio Premium mais vendido de seu segmento passa por mudanças de meia vida para continuar agradando os consumidores. Com design belo, o V40 melhora em alguns pontos e traz maior tecnologia e economia. Apresentado no último Salão do Automóvel de Genebra, em Março, o V40 ganha novos faróis com LEDs em formato do martelo de Thor, LEDs diurnos, nova grade dianteira e oito novas rodas de liga leve. Na traseira, o V40 ganha lanternas com LEDs. O interior recebeu um novo padrão de revestimentos, inspirados no Estate Concept, e novos detalhes de acabamento em alumínio. O sistema Volvo On Call foi atualizado. Outra novidade é o botão Flic, que permite ao condutor programar um único “botão inteligente” para executar várias tarefas, como o bloqueio do carro, partida e ligar o ar-condicionado. O V40 ainda ganha novas opções de cores e novidades em termos de tecnologia e conectividade. Baseando-se no face-family de XC90, S90 e V90, o V40 ganha cinco novas opções de cores, com foco no tom azul.


O modelo também dispõe de rodas de liga leve de 18” com novo desenho para as versões R-Design e Cross Country. No interior, destaque para até nove combinações de cores possíveis para os bancos de couro e volante em dois tons. O console central também recebeu novo acabamento de alumínio preto e superfície texturizada. No V40 R-Design, o volante Sport exclusivo é revestido de couro e tem acabamento de alumínio. Seu preço não teve muita alteração, já que partia de R$122.950 e agora parte de R$129.900, ainda menor que o preço da maioria da concorrência. Ele mantém as versões Kinetic, Momentum, Cross Country e R-Design. As versões Kinetic, Momentum e Cross Country contam com o motor 2.0 16v Turbo que desenvolve 190cv de potência com torque de 30,6kgfm, acoplado ao câmbio automático de 8 velocidades, enquanto a versão R-Design conta com o mesmo motor 2.0 Turbo, mas que desenvolve 245cv de potência e torque de 35,7kgfm, acoplado ao mesmo câmbio. Segundo a Volvo, a meta da marca sueca é emplacar entre 500 a 600 unidades por ano, meta que hoje não é difícil de alcançar devido as constantes promoções que a Volvo geralmente oferece ao hatch. Confira abaixo a lista de itens de série de cada versão.


V40 Kinectic 
Versão de entrada oferece sete airbags, sistema de proteção contra impactos laterais (SIPS), controle de estabilidade e de tração, sistema de frenagem de emergência, ar-condicionado digital de duas zonas com sistema de controle de qualidade do ar multiativo (Clean Zone), bancos revestidos em couro, sistema multimídia com tela de sete polegadas e DVD player, monitoramento de pressão dos pneus, faróis de xênon, luzes diurnas de LED, rodas aro 17 e sistema Sensus Connect, que permite encontrar música e informações de qualquer lugar do mundo.

V40 Momentum 
Os mesmos itens da versão de entrada, mas agrega painel de instrumentos digital com tela de oito polegadas, retrovisores externos com rebatimento elétrico, apoio de braço traseiro com porta-copos, sensor de estacionamento traseiro, sensor de chuva, destravamento das portas e partida do motor sem chave e banco dianteiro elétrico com memória.


V40 Cross Country 
Além dos mesmos itens da versão Momentum, traz visual diferenciado, novas rodas de liga-leve, suspensão mais alta em 40 mm e acabamento interno diferenciado

V40 R-Design
Os mesmos itens de série das versões anteriores, mas oferece ainda a suspensão Sport, rodas calçadas com pneus 245/40 R18, teto solar panorâmico, banco do passageiro com ajuste elétrico e câmera de ré.


Preços

  • V40 T4Drive-EKinetic – R$129.900
  • V40 T4 Drive-E Momentum – R$146.900
  • V40 T4 Drive-E Cross Country – R$156.900
  • V40 T5 Drive-E R-Design – R$166.900



Jaguar confirma F-Type SVR para o Salão do Automóvel de São Paulo, que entrega 575cv de potência


Em comunicado oficial, a Jaguar confirmou que deve começar a vender a versão SVR do F-Type no Brasil durante o Salão do Automóvel de São Paulo e que deve ser a principal novidade da marca para o evento. Ele deve começar a primeiramente ser vendido em uma pré-venda e logo em seguida será lançado oficialmente. O SVR conta com pequenas novidades visuais em relação ao modelo conhecido. Entre elas, o F-Type SVR conta com freios não são de carbono-cerâmica, que continuam sendo vendidos como opcionais, mas diferencial de deslizamento limitado, suspensão adaptativa e rodas de alumínio aro 20" exclusivas são de série. O Jaguar F-Type SVR 2017 conta ainda com um kit aerodinâmico contendo novos para-choques, difusor de ar maior, spoilers mais proeminentes e escape quadruplo. O motor 5.0 V8 SuperCharged que desenvolve 575cv de potência e torque de 58,4kgfm. Essa nova opção chegará exclusivamente com tração AWD e transmissão automática de 8 velocidades. Com esse conjunto, o Jaguar F-Type SVR 2017 vai de 0 a 100km/h em 3,7 segundos, bem menos que os 4,1/4,2 segundos das versões R AWD e R RWD, respectivamente. Na velocidade máxima, o F-Type Coupé SVR atinge a velocidade máxima de 321km/h enquanto o F-Type Roadster SVR atinge 313km/h é o principal destaque. Por aqui espera-se um preço na casa dos R$700.000.


Renault passa a oferecer Pack Advantage para o Logan, que chega ao mercado por R$52.550


A Renault está apresentando no mercado brasileiro um novo pacote de equipamentos para o seu sedã compacto, o Logan. Inspirado na versão Expression com motor 1.6 8v Flex, o pacote se destaca por oferecer itens diferenciados, tais como rodas de liga leve aro 15 polegadas na cor Dark Metallic, retrovisores com repetidores de direção e vidros elétricos dianteiros e traseiros. Esse pacote é oferecido por R$52.550 ante os R$50.400 oferecidos pela versão Expression. O sedã compacto conta com o motor 1.6 8v Flex que desenvolve 106/98cv de potência com torque de 15,5/14,5kgfm, acoplado ao câmbio manual de 5 marchas. Entre os itens de série, o Pack Advantage conta ainda com direção hidráulica, vidros elétricos dianteiros, computador de bordo e sistema de som. Desde Janeiro foram emplacadas 14.546 unidades do sedã compacto, colocando-se como o terceiro Renault mais vendido, atrás apenas de Sandero e Duster. O pacote deve ser oferecido em todas as concessionárias da Renault em breve.


Estreante, Chery se destaca em avaliação do CESVI na reparabilidade de QQ, Celer e Celer Sedan


Depois de ter o melhor pós-venda da marca no mundo, a Chery Brasil fez sua estreia nas avaliações do CESVI. A marca se torna a primeira marca chinesa a participar do Ranking Car Group, com bons resultados. Apesar do baixo volume de unidades produzidos na fábrica de Jacareí (SP), a marca tem se destacado no pós-venda nos últimos anos. Segundo a avaliação, os destaques da marca foram na categoria Hatch Compacto, com os modelos New QQ e Celer hatch conquistando 4º e 6º lugares, respectivamente, superando concorrentes como o Novo Fiat Uno, Fiat Palio Fire, Novo Fiat Palio, Novo Volkswagen Gol, Toyota Etios Hatch, Renault Sandero, Chevrolet Onix e Ford New Fiesta. Enquanto isso, na categoria Sedan Compacto, o Celer Sedan alcançou o segundo lugar, desbancando os tradicionais Volkswagen Voyage e Chevrolet Prisma. Segundo Maurício Buzetto, gerente de Pós-Venda e Serviços da Chery Brasil, “É a primeira vez que modelos de uma montadora de origem chinesa fazem parte deste ranking, nestas categorias, promovido pelo Cesvi Brasil. Comemoramos os resultados, com a certeza de que todo o investimento que está sendo realizado reflete todas as ações de melhoria contínua no atendimento a nossos clientes, o principal objetivo desde que inauguramos nossa operação fabril no País”. O índice de reparabilidade do CESVI divulga quem são os automóveis com melhor relação entre custo e facilidade de reparos, que impactam diretamente não só no bolso do consumidor, como também no momento do cálculo do seguro dos automóveis, pelas empresas seguradoras – quanto menor a pontuação, melhor é o resultado. Para ver a lista completa, acesse: CESVI Brasil - Agosto.


Segundo site, Volkswagen passa a ter revisões a cada um ano ou 10.000km, o que ocorrer primeiro


Sim, parece que a Volkswagen está mais atenta com o consumidor brasileiro. Depois de confirmar novidades, dar mais atenção ao seu lineup e de prometer importantes novidades para os próximos anos, a marca alemã reforça seu pós-venda com revisões que passam a ser a cada um ano e não mais a cada seis meses. Seguindo a nova filosofia de mercado, já feito em algumas rivais, essa nova prática deve ser lançada pela marca nos próximos dias e inclui ainda os mesmos preços fixos das demais revisões, que já contam com mão de obra. Anunciado durante o lançamento do Golf 1.0 12v TSi Flex, a nova regra passa a valer primeiramente ao hatch médio e em breve deve passar a ser oferecida para todos os automóveis da marca. Com isso quem sai ganhando é o consumidor que deve economizar na hora de fazer a menutenção, já que o prazo para a primeira revisão passa a ser duplicado. Nos mesmos intervalos será realizada a troca de óleo. No caso dos modelos com câmbio manual, em todas as revisões será verificado o nível de óleo do câmbio, mas não há previsão de troca desse fluído em qualquer quilometragem. O lubrificante adotando nessas transmissões está especificado para toda a vida útil do veículo. E, finalmente, em relação à correia dentada, a especificação da fábrica é para substituição a cada 120.000 km ou 4,5 anos.


Fonte: CAR.BLOG

Citroën reajusta os preços de C3, AirCross e C4 Lounge no fim de Setembro em até R$3.400


A Citroën está resjustando os preços de C3, AirCross e C4 Lounge no mercado brasileiro nesse fim de mês em até 4%. Em relação a tabela de preços praticada em Agosto houve aumento de preços em todas as versões do trio. O maior aumento foi dado para a versão Exclusive do C4 Lounge, que passou de R$90.315 para R$93.715, um reajuste de R$3.400. Para o AirCross, o maior reajuste foi dado na versão Feel 1.6 que passou de R$61.315 para R$62.915, um aumento de R$1.600. Já para o best-seller C3 o maior aumento foi dado para as versões Tendance PureTech e Tendance, que ficaram R$900 mais cara que o modelo vendido em Agosto. Vale destacar que nenhuma novidade foi adicionada a lista de itens de série de nenhum dos três automóveis e segundo a Citroën esse reajuste é considerado "normal" pela marca francesa dos modelos produzidos na América do Sul por questões de logística. Confira abaixo os novos preços de C3, AirCross e C4 Lounge.


Tabela de Preços

  • Citroën Aircross 1.5 Start: R$ 52.215 (+R$ 500)
  • Citroën Aircross 1.5 Live: R$ 58.215 (+R$ 800)
  • Citroën Aircross 1.6 Live: R$ 63.215 (+R$ 800)
  • Citroën Aircross 1.6 Feel: R$ 62.915 (+R$ 1.600)
  • Citroën Aircross 1.6 Shine: R$ 73.915 (+R$ 1.000)
  • Citroën C3 1.2 PureTech Attraction: R$ 49.915 (+R$ 700)
  • Citroën C3 1.2 PureTech Origine: R$ 46.215 (+R$ 500)
  • Citroën C3 1.2 PureTech Tendance: R$ 52.815 (+R$ 900)
  • Citroën C3 1.6 Exclusive: R$ 63.215 (+R$ 800)
  • Citroën C3 1.6 Tendance: R$ 57.815 (+R$ 900)
  • Citroën C4 Lounge 1.6 THP Exclusive: R$ 93715 (+R$ 3.400)
  • Citroën C4 Lounge 1.6 THP Origine: R$ 71.315 (+R$ 2.600)
  • Citroën C4 Lounge 1.6 THP Tendance: R$ 82.715 (+R$ 2.400)

Renault Zoe pode ganhar "irmão" da Nissan até meados de 2020 com maior potencial de mercado que Leaf


A Nissan parece que não quer apostar apenas no Leaf como seu automóvel elétrico. Feito em parceria com a Renault, ele deve ser o "irmão" de projeto do Zoe. De olho na crescente demanda de automóveis elétricos, a Nissan deve apostar num compacto com boa capacidade na sua autonomia. Para a Nissan, a primeira fase do projeto de carros elétricos foi oferecer uma opção para clientes que buscavam uma alternativa mais limpa e sofisticada em relação ao carro comum. O Renault Zoe é tido por alguns como a base para este elétrico menor, que compartilharia a linha de montagem com o francês na planta de Flins. O foco inicial seria o mercado europeu, mas o mercado americano e o chinês parecem bem promissores para um modelo menor e mais barato que o Leaf. Isso sem contar o Japão. O novo hatch da Nissan deve ser lançado até meados de 2020 e contará com uma autonomia que deve ficar na casa dos 500km até lá. O automóvel ainda tem potencial de ir a mercados onde a Nissan ainda não apresentou suas tecnologias no segmento de elétricos.


MG encerra a produção de automóveis no Reino Unido e todo o lineup passa a ser produzido na China


Depois de 116 anos de produção, a fábrica de Longbridge, no Reino Unido, deve deixar de produzir automóveis. Depois de a SAIC acabou adquirindo a Morris Garages, a empresa passou a ter um novo parâmetro dento do Reino Unido e trouxe a desconfiança chinesa nos consumidores. A fábrica que produziu por mais de 110 anos quase que sem interrupções já fabricou vários automóveis como os MINI, Austin, além dos próprios MG. Localizada em Birmingham, a fábrica enfrentava dificuldades já há alguns anos. Mesmo após breve período após a falência da Rover, a chinesa SAIC comprou a Nanjing, que havia adquirido a massa falida da marca inglesa. Retomou a produção com o MG6 em 2011, mas não deslanchou em vendas. Com o MG3 já importado e o fim da produção do MG6, a SAIC não teve dúvidas em encerrar a fabricação de veículos. Após o Brexit, a MG optou por produzir todo os seus automóveis na China e importá-los para o Reino Unido, e confirmou que os investimentos na MG continuarão, além de manter cerca de 300 empregos na fábrica, que deve manter a partir de agora o centro de desenvolvimento, departamento de vendas, pós-venda e marketing da empresa.


Depois do flagra, SAIC-GM apresenta o Baojun 510 oficialmente na China, seu primeiro SUV Compacto


Depois de ser flagrado sem nenhuma camuflagem há alguns meses, a Baojun está apresentando oficialmente o SUV Compacto 510 na China. Produzido pela SAIC-GM, o novo automóvel se junta ao 560 no lineup de utilitários esportivos. O 510 passa a ser o modelo de entrada e com isso conta com 4,22 metros de comprimento, 2,55 metros de entre-eixos, 1,74m de altura e 1,62m de altura. O que mais chama atenção é o seu design, com linhas porte robusto e pela frente, que tem faróis e faróis de neblina integrados ao para-choque, enquanto os repetidores de direção e LEDs diurnos ficam mais acima, na posição que originalmente ocupa o conjunto ótico principal. Na grade dianteira destaca-se o grande logo da marca e na traseira as lanternas bipartidas pela tampa do porta-malas chamam maior atenção, assim como as colunas C grandes, que dão a sensação de rebostez. Apesar de não ter imagens oficiais de seu interior, o 510 deve contar com grade de instrumentos que mescla o analógico com o digital e que lembra bastante o que foi usado pelo Chevrolet Agile, porém mais moderno. O volante deve ser multifuncional, enquanto o painel terá dois tons com central multimídia elevada. Seu motor 1.5 entrega 112cv de potêncua e 15kgfm de torque, mas o câmbio será apenas manual de cinco marchas. Segundo a marca ele chega a velocidade máxima de 170km/h e começa a ser vendido em breve.


quinta-feira, setembro 29, 2016

BMW apresenta no Salão do Automóvel de Paris o X2 Concept, que mostra mais esportividade que o X1


Versão descolada do X1, a BMW está apresentando no Salão do Automóvel de Paris o X2 Concept, que deve dar uma prévia do que podemos esperar em 2017. O utilitário esportivo deve ficar entre o X1 e o X3 e terá o design como principal forma de atração. O teto conta com queda suave, para seguir a mesma identidade da linha "X par", como X4 e X6, mas surpreendeu por ser "normal" demais. Os faróis são retos, lembrando os carros da Audi quando vistos de frente. Mas a surpresa veio na lateral e traseira do carro. Não é mais um crossover com estilo de cupê e deixa claro que é um veículo pensado para uso urbano, contando até com alguma esportividade. Na traseira, as lanternas são finas e alongadas horizontalmente, invadindo a tampa do porta-malas, de LEDs. Abaixo, duas saídas de escapamento em destaque, com peça prata. O para-choque dianteiro, com grande entrada de ar deve servir de inspiração para a versão esportiva M. Imagens do interior ainda não foram divulgados, assim como detalhes técnicos ou dimensões. A plataforma é compartilhada com o X1. Deste, o X2 deve emprestar motores e transmissão. A versão de produção é aguardada para 2018 e pode ser produzida no mercado brasileiro em Araquari (SC) no ano seguinte a sua apresentação.




Honda antecipa versão de produção do Civic TypeR em versão Concept no Salão do Automóvel de Paris


A nova geração do Civic TypeR já está quase pronta. E para termos um gostinho de como isso deve ser, a Honda apresenta no Salão do Automóvel de Paris um conceito-realidade que mostra como deve ficar a versão mais picante do Civic. Dedicado até então para a Europa, o TypeR deve chegar a América do Norte e se destaca pelas modificações que visam melhorar sua aerodinâmica. O pára-choque agressivo é acentuado pelo spoiler de fibra de carbono, enquanto o capô ganha uma tomada de ar central. Para arrematar, os faróis de LEDs são escurecidos. O para-lamas dianteiro tem saídas de ar grandes, enquanto as rodas pretas aro 20″ calçadas com pneus 245 dividem os olhares. As saias laterais são de fibra de carbono, material que também está presente na base do para-choque dianteiro. É nele que se escondem as três ponteiras de escape. A ponteia central tem menor diâmetro e tem friso de metal vermelho. Ainda tem as aletas no teto direcionando o ar para o enorme aerofólio traseiro. Com produção em Swindon, no Reino Unido, ele deve ser revelado na versão de produção no segundo semestre de 2017 e começa a ser vendido primeiro nos EUA. Um dos destaques dessa nova geração do TypeR deve ser o sistema de escapamento, que deve ser idêntico ao que é usado pela Ferrari 458 Italia. O aerofólio traseiro também confirma sua presença. O TypeR deve usar o novo motor 2.0 16v i-VTEC Turbo que deve desenvolver cerca de 310cv de potência e 40,8kgfm de torque, mas que deve receber alguma pimenta a mais. O câmbio será manual de 6 marchas assim como o modelo atual.




Nissan apresenta oficialmente a nova geração do March (ou Micra) no Salão do Automóvel de Paris


Se você olhava para o March com certo desprezo por seu design sem sal, você precisa ver como ficou a nova geração do hatch compacto japonês. Grande estrela da marca no Salão do Automóvel de Paris, o novo March (Micra para a Europa) está maior, mais bonito e com maior tecnologia. Inspirado no Sway Concept, a nova geração do hatch passa a ter maiores cuidados com a segurança ao trazer sistemas de auxilio ao motorista, como frenagem de emergência, detector de mudança de faixa, reconhecimento de luzes de trânsito e outros. No design, destaque para os fortes vincos laterais e os faróis dianteiros horizontais e lanterna que invade a lateral. É possível perceber um grande grau de parentesco com o Kicks, apresentado em Agosto. Essa sensação fica indiscutivelmente percebida nas janelas laterais e nos faróis. Mas o interior é um CTRL C + CTRL V. O design será bastante parecido com o do Kicks, incluindo o design das saídas de ar e o acabamento em dois tons. O sistema de entretenimento será semelhante, enquanto o volante (tendência entre os novos Nissan) é o mesmo que estreou no Kicks e já está presente no Rogue/X-Trail. A percepção é de maior refinamento para um compacto que deve brigar com Renault Clio, Volkswagen Polo, Citroën C3 e Peugeot 208 na Europa.


Apesar de ser mais discreto, o habitáculo do March é muito belo, ainda mais para um segmento que ainda é pacato no quesito novidades. O quadro de instrumentos agora possui mostradores de mesmo tamanho para velocidade e conta-giros. A carroceria está mais larga, longa e baixa. O comprimento é de 3,999 m (acréscimo de 17,4 cm), a largura de 1,743 m (acréscimo de 7,7 cm) e o entreeixos de 2,525 m (acréscimo de 7,5 cm). A altura é 5,5 cm menor, com 1,455 metros. Na Europa ele ainda deve ser equipado com sistema de som Bose. Entre os sistemas eletrônicos, há alerta de mudança involuntária de faixa, sistema de frenagem de emergência, farol alto automático, alerta de ponto cego, câmeras externas 360° e reconhecimento de sinais de trânsito. Entre os motores, destaque para o 0.9 12v Turbo a gasolina que desenvolve 91cv de potência e o 1.5 Diesel que também entrega 91cv. Na Europa ele ainda deve receber o motor 1.0 12v que desenvolve 74cv para ser a opção de entrada. A transmissão é sempre manual de 5 marchas. As vendas por lá começam em março de 2017, a chegada no Brasil vai ocorrer mais tarde, mas ainda não há data confirmada, mas possivelmente em 2018, já com produção em Resende (RJ). Aqui ele deve manter os motores 1.0 12v e 1.6 16v Flex, apenas com algumas modificações, assim como as opções de câmbio, manual de 5 marchas ou automático CVT.