quinta-feira, abril 20, 2017

Citroën C5 ganha sobrevida no Salão do Automóvel de Xangai, na China, com face-lift mais brusco


Descontinuado no Brasil, o Citroën C5 acaba de ganhar um face-lift no Salão do Automóvel de Xangai, na China. O sedã grande da marca francesa ganha uma mudança profunda para se manter vivo até a chegada de uma verdadeira nova geração. Mas mesmo por lá, as vendas do luxuoso francês estão em queda, com pouco mais de 5 mil emplacamentos, pouco mais da metade do verificado no velho continente. Entre as novidades visuais, o C5 2018 passa a ser equipado com faróis duplos de xênon integrados à nova grade, que tem formato duplo, lembrando o já visto C5 Aircross, mas bem mais sutil. Os para-choques foram refeitos, assim como as lanternas traseiras em LED com efeito 3D. Novas rodas e uma tampa do porta-malas redesenhada foram introduzidas também. No interior, destaque para o painel completamente novo e tem aparência sofisticada. Poderia ser inserida em um carro mais novo, mas a marca francesa sempre se destaca em design, então podemos esperar algo melhor quando o sucessor do modelo aparecer. O conjunto apresenta difusores de ar praticamente contínuos e uma tela de multimídia bem destacada. Ele conta com painel digital com uma tela configurável de 12,3", trazendo ainda um novo volante de quatro raios com comandos de áudio, ar-condicionado dual-zone e comandos mais concentrados. O console passa a trazer nova alavanca de câmbio, bem como botão de partida e freio de estacionamento eletrônico. O acabamento geral é em couro e o banco do condutor tem ajustes elétricos e memória. Na China ele deve ser vendido com motor 1.6 THP de 167cv de potência e 25kgfm de torque e o 1.8 Turbo que desenvolve 204cv de potência e 28,5kgfm, acoplado sempre ao câmbio automático de 6 velocidades. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário